Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Integrated Search
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/23163
acessibilidade
Title: Análise configuracional da cidade de Sines: Contribuições para a sustentabilidade do planeamento urbano e território
Authors: Lopes, B.
Guerreiro, R.
Editors: Correia, J., e Bandeira, M.
Keywords: Sintaxe espacial
Análise configuracional
Planeamento urbano
Sustentabilidade
Padrões de uso
Issue Date: 2016
Publisher: Escola de Arquitectura da Universidade do Minho
Abstract: A cidade de Sines, apesar do seu caracter histórico, caracteriza-se pelo seu crescimento fragmentado, caótico e disperso característico das cidades portuárias recentes. Neste paper procuramos dar conta dessas formas de crescimento diverso, por um lado, bem como encontrar as bases sólidas para a sustentabilidade do seu planeamento urbano e territorial futuro. Segundo Bill Hillier, as cidades tendem a crescer com um padrão específico: “Estrutura da roda deformada (deformed wheel)”. As cidades que seguem este padrão explicitamente, apresentam segundo o autor, um melhor desempenho social, económico e ambiental. No caso de Sines, embora essa estrutura esteja implícita, ela apresenta-se muito fragmentada. A reconstrução desse padrão espacial global requer várias intervenções locais, que por sua vez, terão reflexos a nível global. A identificação desse padrão espacial que tem reflexos a nível da sociedade é feita através da teoria da sintaxe espacial ou lógica social do espaço, criada por Bill Hillier e Julienne Hanson partir dos anos 70 na UCL. Com base na estrutura espacial da cidade enquanto sistema, a presente investigação procura assim compreender as tendências do crescimento urbano, através de análises quantitativas e descritivas que nos permitem ter uma leitura simples e direta do funcionamento do sistema espacial duma forma diacrónica e sincrónica. O método explora as diferentes técnicas que a sintaxe espacial nos oferece: Eixos axiais, espaços convexos e isovistas, que são as entidades espaciais definidas pela teoria. Trata-se de elaborar um conjunto de análises configuracionais, representadas por um conjunto de mapas e gráficos, com representação própria, baseadas na matemática dos grafos. O método permite encontrar diferentes valores sociais do espaço em função da sua posição e relação com o resto do sistema. Nestas análises são obtidas diversas medidas sintáticas que, por sua vez, representam certos padrões espaciais. Os resultados obtidos permitiram fazer uma proposta simples de alteração da estrutura global da cidade a partir de intervenções locais ao nível dos espaços públicos com vista ao melhoramento do ambiente urbano da cidade de Sines. As simulações de cenários futuros a partir dessas intervenções locais devolvem-nos claramente a imagem do padrão geral de crescimento de cidades sustentáveis segundo a estrutura da roda deformada.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/23163
ISBN: 978-989-99484-6-4
Ciência-IUL: https://ciencia.iscte-iul.pt/id/ci-pub-32474
Appears in Collections:CRIA-CRI - Comunicações a conferências internacionais

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
conferenceobject_32474.pdfVersão Editora439.65 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.