Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/2311
acessibilidade
Title: Públicos, media e vida pública: uso e opinião sobre media e informação em Portugal, na 1ª década do século XXI
Authors: Barreiros, José Jorge
Orientador: Oliveira, José Manuel Paquete de
Keywords: Mass media
Opinião pública
Informação
Internet
Regulação das comunicações
Public opinion
Regulation of communications
Information
Democracia
Democracy
Issue Date: 2010
Citation: BARREIROS, José Jorge - Públicos, media e vida pública: uso e opinião sobre media e informação em Portugal, na 1ª década do século XXI [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2010. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/2311>. ISBN 978-989-732-035-4.
Abstract: A presente dissertação desenvolve uma investigação sobre públicos, media, comunicação, política e democracia em dois patamares interligados: um equacionamento teórico desta problemática; uma pesquisa empírica de usos e opinião sobre media e informação na realidade portuguesa da primeira década do século XXI. Os públicos são entendidos como sujeitos dos processos sociais de comunicação e informação e da vida pública em democracia; simultaneamente, consumidores e utilizadores de media, utentes de informação e cidadãos, instância soberana da democracia, como tal relevante vector de opinião pública sobre a vida cívica e política, nomeadamente, no que respeita aos desempenhos públicos via media. Da análise da realidade portuguesa sobressaem: (i) a importância e responsabilidade da televisão como referência de comunicação pública comum aos diferentes públicos - onde a informação surge como ‘conteúdo’ mais relevado – num contexto de progressiva adopção da internet, sobretudo pelos públicos mais qualificados e mais jovens; (ii) a emergência de ‘modos de informar-se’ ‘personalizados’, flexíveis, ‘à medida’ de disponibilidades e interesses próprios, em tom de ‘fuga’ aos ‘media convencionais’, alvo de apreciação desencantada e crítica, por parte de um público interessado na informação, utilizador regular da internet; (iii) o apelo a empreendedores de media – empresariais e editoriais – sensíveis à necessidade de servir o público como condição de produção de audiência, aliando rentabilidade económica com responsabilidade social e pública. No plano da informação e comunicação como recursos da política e da democracia, deduz-se que se alguns públicos não encontrarem nos media a informação que consideram necessária ao esclarecimento dos contornos da regulação social e política, isso tenderá a repercutir-se no respectivo posicionamento face à política e à democracia. As prestações dos diversos actores da comunicação via media constituem indicador e factor de viabilidade da vida pública, cívica e política em democracia; carecem de ser aferidas em função da responsabilidade com que interpretem essa missão. Tal implica conhecer e valorizar a apreciação dos públicos de utilizadores de media, utentes de informação e cidadãos, nos vários planos desta múltipla condição.
This dissertation develops a research about public, media, communication, politics and democracy in two interrelated levels: a theoretical delineation of this problematic; an empirical work into uses and opinion about media and information in the Portuguese reality, in the first decade of the XXI century. Public are conceptualized as active agents in both social process of communication and information, and democratic public life; simultaneously, consumers and media users, information concerned social actors, and citizens, primordial sovereign entity of democracy, as such, relevant vector of public opinion about civic and political life, namely as far as public performance of media and via media is concerned. The Portuguese reality analysis highlights: (i) the importance and the responsibility of television as public communication media, common reference to the different public – where information appears as more searched ‘content’ – in a progressive adoption of the internet context, mainly by the more qualified and youngest publics; (ii) the emergence of customized ‘ways to self-inform’, flexible, close to the public’s interests and availabilities, ‘departing’ from ‘conventional media’, seen from a disenchanted and critical point of view by a public interested in information, regular internet user; (iii) the appeal to media entrepreneurs – editorial and business – sensitive to serve the public as condition to generate audience, articulating economic profitability with social and public responsibility. In terms of information and communication as resources for politics and democracy, is important to observe that if some public do not find in the media the information they consider necessary to clarify the contours of social and political regulation, this will have an impact in their position about politics and democracy. The performance of the various actors of communication via media is an indicator, and a relevant factor, of the viability of civic and political public life in a democracy. It is important to appreciate them according to the responsibility with which this mission is interpreted. This implies to know and publicly enhance the evaluation of the media users, information interested social actors and citizens, at the various levels of that multiple condition.
URI: http://hdl.handle.net/10071/2311
Thesis identifier: 101214308
ISBN: 978-989-732-035-4
Designation: Doutoramento em Sociologia
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Públicos Media e Vida Pública.pdf5.16 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.