Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/21177
acessibilidade
Title: Diferenças de sexo no uso retrospetivo de preservativo: O papel das preocupações com ISTs e gravidez e do foco regulatório
Authors: Rente, Maria Gonçalves
Orientador: Rodrigues, David L.
Keywords: Doenças sexualmente transmissíveis
Gravidez
Foco regulatório
Preservativo
Sexually transmitted infections
Pregnancy
Regulatory focus
Condom
Issue Date: 18-Dec-2020
Citation: Rente, M. G. (2020). Diferenças de sexo no uso retrospetivo de preservativo: O papel das preocupações com ISTs e gravidez e do foco regulatório [Dissertação de mestrado, Iscte - Instituto Universitário de Lisboa]. Repositório Iscte. http://hdl.handle.net/10071/21177
Abstract: O uso inconsistente de preservativos continua a ser um problema de saúde pública. Porém, homens e mulheres poderão diferir nas suas razões para (não) usar preservativo de forma consistente. Nomeadamente, homens e mulheres poderão diferir nas suas preocupações com as infeções sexualmente transmissíveis (ISTs) e com a gravidez indesejável como resultado do sexo sem preservativo. Para além disso, e segundo a Teoria do Foco Regulatório, diferentes motivações individuais de segurança (foco em prevenção) ou prazer (foco em promoção) tendem a originar diferentes comportamentos sexuais, incluindo o uso de preservativo. Este estudo teve por objetivo analisar razões e motivações no comportamento sexual que contribuíram para um uso mais (ou menos) consistente de preservativo. De um modo geral, esperávamos que pessoas mais preocupadas com ISTs e com a gravidez, bem como pessoas com um foco em promoção, indicassem ter usado preservativos menos frequentemente nos últimos seis meses com parceiros casuais. Nestas análises explorámos diferenças entre homens e mulheres. Mais, nestas análises controlámos a idade e a escolaridade, uma vez que são fatores associados ao sexo sem preservativo. Foi conduzido um estudo correlacional com 179 participantes heterossexuais e sem uma relação amorosa (68,2% do sexo feminino; Midade = 23,61, DP = 3,49). Dois modelos de regressão linear hierárquicos revelaram que homens mais velhos, menos preocupados com gravidez e mais focados na promoção (vs. prevenção) indicaram ter usado preservativos menos frequentemente. Por sua vez, mulheres mais preocupadas com gravidez e mais focadas na promoção (vs. prevenção) indicaram ter usado preservativos menos frequentemente. Análises ad hoc relevaram ainda que a associação entre preocupação com gravidez e frequência de sexo sem preservativo ocorreu sobretudo entre as mulheres que não utilizaram outro método contracetivo para além do preservativo.
Inconsistent condom use remains a public health problem. However, men and women may differ in their reasons for (not) using condoms consistently. In particular, men and women may differ in their concerns about sexually transmitted infections (STIs) and unwanted pregnancies as a result of sex without a condom. In addition, and according to the Regulatory Focus Theory, different individual motivations for safety (focus on prevention) or pleasure (focus on promotion) tend to lead to different sexual behaviors, including condom use. This study aimed to analyze reasons and motivations in sexual behavior that contributed to a more (or less) consistent condom use. Overall, we expected people most concerned about STIs and pregnancy, as well as people with a focus on promotion, to indicate that they used condoms less frequently in the past six months with casual partners. In these analyzes we explored differences between men and women. Furthermore, in these analyzes we controlled age and education, since they are factors associated with sex without a condom. A correlational study was conducted with 179 heterosexual participants and without a romantic relationship (68,2% female; Mage = 23,61, SD = 3,49). Two hierarchical linear regression models revealed that older men, less concerned with pregnancy and more focused on promotion (vs. prevention) indicated that they used condoms less frequently. In turn, women more concerned with pregnancy and more focused on promotion (vs. prevention) reported having used condoms less frequently. Ad hoc analyzes also revealed that the association between concern about pregnancy and frequency of sex without a condom occurred mainly among women who did not use a contraceptive method other than condoms.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/21177
Thesis identifier: 202567931
Designation: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
master_maria_goncalves_rente.pdf961.85 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.