Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/21015
acessibilidade
Title: Interprofissionalidade na saúde: o serviço social e a terapia da fala
Authors: Guerra, Joana Rita Paulo Braz de Jesus
Orientador: Pena, Maria João
Keywords: Práticas interprofissionais na saúde
Serviço social
Terapia da fala
Direito à comunicação
Comunicação acessível
Interprofessional practices in healthcare
Social work
Speech and language therapy
Communication rights
Accessible communication
Issue Date: 4-Dec-2020
Citation: GUERRA, Joana Rita Paulo Braz de Jesus - Interprofissionalidade na saúde: o serviço social e a terapia da fala [Em linha]. Lisboa: Iscte, 2020. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/21015>.
Abstract: Este estudo procura compreender as práticas interprofissionais de intervenção na saúde, na perspetiva e colaboração dos assistentes sociais e terapeutas da fala, identificando a sua necessidade, domínios de competência, características essenciais, fatores que influenciam a colaboração, experiências de aprendizagem interprofissional e a forma como estes dois profissionais defendem o direito à comunicação, apresentando recomendações para estas práticas. Seguindo uma abordagem qualitativa, foram entrevistados 12 sujeitos com experiência de trabalho em equipas interprofissionais, nomeadamente 6 assistentes sociais e 6 terapeutas da fala. Na análise de conteúdo foi possível constatar que o nível de colaboração das equipas varia consoante o contexto e os próprios profissionais que a integram, uma vez que existem vários fatores (organizacionais, pessoais e profissionais) que influenciam positiva ou negativamente esta colaboração, como a capacidade de comunicação e a clareza e entendimento de papéis. No entanto, as diferenças podem ser enriquecedoras desde que se consigam promover soluções e atenuar situações suscetíveis de criar conflitos. Como existem competências específicas relacionadas com o trabalho em colaboração, a educação interprofissional revela-se fundamental na formação de profissionais de saúde. A colaboração interprofissional entre assistentes sociais e terapeutas da fala é essencial no apoio a dificuldades de comunicação, na resposta a problemas de deglutição, autodeterminação e aumento da perceção da qualidade de vida do sujeito de intervenção e, de todos os inseridos no seu contexto, sendo fundamentais na defesa do direito à comunicação e promoção da acessibilidade comunicativa.
This study seeks to understand the interprofessional practices of health intervention, based on to the perspective and collaboration of social workers and speech and language therapists, identifying the need for those practices, domains of competence, essential features, influencing collaboration factors, interprofessional learning experiences, how the right to communicate is uphold by these two groups of professionals, as well as introducing recommendations for best practices. That way, following a qualitative approach, 12 subjects were interviewed with experience of working in interprofessional teams, 6 social workers and 6 speech and language therapists. Through the content analysis it was possible to confirm that the level of collaboration of the teams varies according to the context and the professionals themselves that integrate it, once there are several decisive factors (organizational, personal and professional) that influencing positively or negatively this collaboration, such as communication skills and understanding of professional roles. However, the differences can be very enriching as long as they are able to promote solutions and mitigate potential conflicts. As there are specific skills listed to collaborative work, interprofessional education is essential during training to the health professionals. Interprofessional collaboration between social workers and speech and language therapists is essential when supporting communication, responding to swallowing problems, self-determination and increasing the perception of the intervention subject quality of life and of all those involved in their context, being fundamental in upholding the right to communicate and promotes accessible communication.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/21015
Thesis identifier: 202555232
Designation: Mestrado em Serviço Social
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Joana_Jesus_Guerra.pdf1.81 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.