Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Integrated Search
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/20822
acessibilidade
Title: Public space, social representations and social memory in a neighbourhood undergoing a regeneration program:living in Mouraria
Authors: Bettencourt, Leonor Correia
Orientador: Castro, Fernanda Paula Martins e
Dixon, John
Keywords: Regenerated neighborhood
Public place use
Place identification
Micro-ecological segregation
Inter-group relations
Social representations
Bairro reabilitado
Uso do espaço público
Identificação com o lugar
Segregação micro-ecológica
Relações intergrupais
Representações sociais
Issue Date: 28-Oct-2020
Citation: BETTENCOURT, Leonor Correia - Public space, social representations and social memory in a neighbourhood undergoing a regeneration program: living in Mouraria [Em linha]. Lisboa: Iscte, 2020. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/20822>.
Abstract: The present work integrates psychosocial explanations in studies about place, focusing on how people use public place and relate with each other in place, under processes of urban regeneration. It draws on the case-study of Mouraria, an inner-city neighbourhood in Lisbon, undergoing a mixed regeneration program since 2010, and experiencing two main processes of socio-urban transformation – (small-scale) gentrification and re-enforcement of immigrants. Today it comprises three main groups of residents – long-time residents; new gentrifiers; and immigrants – and is “officially” presented under two social representations, i.e. as a traditional and as a successful multicultural place. Three studies were conducted aiming at answering the following research question: how are the transformations of an inner-city historical and multicultural neighbourhood stemming from a mixed urban regeneration program experienced by people, through their uses of public place, their intergroup relations in place, their social representations about place and others, and their place bonds? The first study showed the three groups report using public places to socialize with others, and that the identification with the neighbourhood is a central predictor of such socialization. The second study evidenced patterns of micro-ecological spatial segregation in different public places. The last study revealed relatively stable representational profiles regarding the neighbourhood and its transformations: long-time residents tend to present a position of contestation; new gentrifiers depict a position of ambivalence; and the immigrants exhibit a general position of acceptance. Finally, it is offered a highlight of the main findings taken together, their contributions, limitations, and inputs for urban public policies.
O presente trabalho integra explicações psicossociais nos estudos sobre o lugar, centrando-se na forma como os indivíduos usam o espaço público e se relacionam entre si no lugar, quando inseridos num contexto de reabilitação urbana. A investigação parte do estudo de caso da Mouraria, um bairro do centro histórico de Lisboa, alvo de um programa misto de reabilitação urbana desde 2010, e onde decorrem dois processos principais de transformação sócio-urbanística – gentrificação (em pequena escala) e reforço da instalação de imigrantes. Atualmente vivem no bairro três grupos de moradores – moradores antigos/de longa duração; novos gentrifiers; e imigrantes – sendo “oficialmente” apresentado sob duas representações sociais, i.e. simultaneamente como um lugar tradicional e multicultural. Foram desenvolvidos três estudos, procurando responder à seguinte pergunta de investigação: como é que as transformações de um bairro histórico e multicultural, advindas dum programa misto de reabilitação urbana, são experienciadas pelos indivíduos, através dos seus usos do espaço público, das suas relações intergrupais no lugar, das suas representações sociais sobre o lugar e os outros, e dos seus vínculos ao lugar? O primeiro estudo demonstrou que os três grupos relatam usarem os espaços públicos para conviver, e que a identificação com o bairro é um preditor central dessa convivência. O segundo estudo revelou existirem padrões de segregação espacial ao nível micro-ecológico, em diferentes espaços públicos. O último estudo revelou perfis representacionais relativamente estáveis sobre o bairro e as suas transformações: os moradores antigos tendem a apresentar uma posição de contestação; os novos gentrifiers demonstram uma posição ambivalente; e os imigrantes apresentam uma posição geral de aceitação. O trabalho termina com uma síntese dos principais resultados, os seus contributos, limitações e sugestões para políticas públicas urbanas.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/20822
Thesis identifier: 101553625
ISBN: 978-989-781-362-7
Designation: Doutoramento em Psicologia
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
PhD_Leonor_Correia_Bettencourt.pdf3.84 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.