Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/20258
acessibilidade
Title: Cartografias do material e do imaterial: o caso de Marvila
Other Titles: Concurso Trienal de Arquitetura
Authors: Guerreiro, Sara Tinoco
Orientador: Paio, Alexandra
Pinto, Pedro
Keywords: Marvila -- Lisboa
Cartografia
Trienal de arquitetura
Top-Down
Bottom-Up
Mapping
Arquitetura urbana
Requalificação urbana
Trabalho de projeto
Issue Date: 19-Nov-2019
Citation: GUERREIRO, Sara Tinoco - Cartografias do material e do imaterial: o caso de Marvila [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/20258>.
Abstract: O presente estudo, analisa Marvila através da sua morfologia, sua paisagem e o seu modo de vida. Olha para uma Marvila esquecida no mapa e procura entender o porquê. À medida que Lisboa foi crescendo, o Vale de Chelas foi mantendo-se um território rural, sem edificado, durante bastante tempo.1 Com a revolução industrial, muitas fábricas co-meçaram a surgir na margem do rio Tejo, fazendo com que houvesse um êxodo-rural do norte do país à procura de trabalho. A falta de resposta à necessidade de habitação, faz emergir bairros como o Bairro Chinês e a PRODAC.2 Hoje em dia, Marvila é uma zona com vários edifícios e espaços abandonados e um pouco esquecida das suas origens, contudo, muitos projetos novos estão a surgir para a sua re-qualificação. Neste contexto, e tendo como base o desafio de projetar um centro comunitário lançado pelo concurso da Trienal de Arquitetura de Lisboa, questionou-se como cartografar Mar-vila, surgindo a oportunidade de se realizar várias leituras cartográficas: morfológicas, sociais e culturais. As cartografias, tanto materiais como imateriais, possibilitaram, na vertente teórica, uma melhor compreensão do território de Marvila, fazendo com que na segunda parte da dis-sertação, vertente prática, fosse possível fazer um centro comunitário consciente da rea-lidade, dando ao cidadão da metrópole um espaço com qualidade urbana.
This study, analyses Marvila through its morphology, its landscape and its lifestyle. It looks at a forgotten Marvila on the map and trys to understand why that happened. As Lisbon grew, the Vale de Chelas was kept a rural territory for a long time. With the industrial revolution, many factories were built close by Tagus River, causing an increase in the rural north of the country looking for work. The lack of response to housing needs had let to neighborhoods such as Bairro Chinês and PRODAC. Nowadays, Marvila is an area with many abandoned buildings and spaces, that are some-how their origins are forgotten. However, many new projects are emerging, for their requalification. In this context and based on the challenge of the design of a community center, created by Trienal de Arquitetura, the question of “how to map” Marvila, has emerged, giving rise to an opportunity to perform various cartography readings: morphological, social and cultural. As cartographies, both material and immaterial, enabled theoretical aspects, a better un-derstanding of Marvila´s territory, giving to the second part of the dissertation, the pratical part, a better understanding of the of their reality, doing a conscious community center, giving the citizen a space with the quality they deserve.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/20258
Thesis identifier: 202460126
Designation: Mestrado em Arquitetura
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Sara_Tinoco_Guerreiro.pdf13.71 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.