Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/20226
acessibilidade
Title: Vida urbana, mobilidade e espaço público
Other Titles: Quinta de Rana: jardim cultural
Authors: Simões, Mariana Lorga Gonçalves
Orientador: Guerreiro, Maria Rosália
Mendes, Pedro
Keywords: Espaço público
Vida urbana
Desenho urbano
Mobilidade urbana
Mobilidade suave
Public space
Street life
Urban design
Urban mobility
Soft mobility
Urbanismo
Mobilidade
Transporte individual
Qualidade de vida
Estudo de casos
Trabalho de projeto
Dinamarca
Bélgica
Issue Date: 19-Nov-2019
Citation: SIMÕES, Mariana Lorga Gonçalves - Vida urbana, mobilidade e espaço público [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/20226>.
Abstract: No decorrer dos últimos 50 anos, o número de veículos automóveis tem vindo a aumentar exponencialmente (Rode et al., 2014, p. 23). Os transportes coletivos, sendo insuficientes, não constituem uma verdadeira alternativa ao transporte privado (Ramos e ALves, 2010, p. 23). Este modelo de mobilidade gera a carência de uma escala mais humana, limitada pelo tráfego automóvel. De que forma o desenho da cidade, a densidade da malha urbana e os serviços que nela se encontram se relacionam com a mobilidade urbana e com a vivência do espaço público? Esta investigação propõe uma reflexão sobre a mobilidade urbana na atualidade, e a sua relação com a vida urbana, o espaço público e a qualidade de vida da população. Como método, o trabalho apoia-se numa leitura crítica de ensaios sobre o urbanismo e a mobilidade urbana e numa análise de dois casos de estudo de sucesso: Copenhaga, na Dinamarca, e Gante, na Bélgica, realizada no software open source Qgis com base em dados retirados do Open Street Map.. A análise é desenvolvida tendo em conta três parâmetros: a circulação, a densidade da malha urbana e, por fim, as diferentes funções existentes na malha urbana. Conclui-se que o elevado tráfego automóvel é prejudicial para a vida exterior nas cidades, contudo, é o desenho e planeamento das cidades que mais influencia a vida urbana, prejudicando-a ou incentivando-a. Constatou-se que grande parte da teoria estudada é aplicada nos casos de estudo analisados. Pode-se então concluir que um desenho das cidades informado tem grandes probabilidades de se tornar numa intervenção de sucesso, no âmbito da promoção da vida urbana. Por fim, ambos os casos de estudo permitiram entender que mesmo as cidades consideradas de sucesso estão em contínua renovação, pois ao longo do tempo novos problemas tornam-se percetíveis e são definidos novos objetivos. Talvez seja esta procura continua pelo melhoramento da vida urbana que constrói uma cidade de sucesso.
In the last 50 years, the number of vehicles has increased exponentially (Rode et al., 2014, p. 23). Public transportation is insufficient, to be used as an alternative to private transport (Ramos e ALves, 2010, p. 23). This model of mobility results in the lack of a human scale, limited by car traffic. In what way does the city design, the density of the urban mesh and its services, can relate to the urban mobility and the everyday experience in the public space? This investigacion proposes a reflection about urban mobility in present time, and it’s relation with urban life, public spaces and the population quality of life. As a method, this work is based on a critical reading of essays about urbanism and urban mobility, and the analysis of two successful case studies: Copenhagen, in Denmark and Ghent, in Belgium, through maps produced in Qgis, an open source software, and based on data from Open Street Map. The analysis is developed based on three parameters: road traffic, urban mesh density and lastly, the different functions in the urban mesh. In conclusion, the excessive car traffic is detrimental for cities outdoor life, however, it is the design and city planning that most influences urban life, harming it or encouraging it. Findings reveal that part of the theory studied is applied in the cases studies analysed. Therefore we conclude that a well informed city design has good possibilities to become a successful intervention, as a promoter of urban life. Finally, both case studies allow us to understand that even cities considered successful are continually in renovation, because throughout time new issues arise and new goals are defined. Maybe is the continuing search for improving urban life that builds a successful city.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/20226
Thesis identifier: 202460614
Designation: Mestrado em Arquitetura
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Mariana_Goncalves_Simoes.pdf951.71 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.