Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/2006
acessibilidade
Title: Estórias da vida. Das páginas pessoais nas redes sociais à criação de narrativas pessoais mediatizadas: Reflexão pessoal, agência e desafios
Authors: Lopes, Helena
Orientador: Cardoso, Gustavo
Keywords: Digital storytelling
redes sociais da internet
participação nos media
literacia dos media
representações pessoais mediadas
narrativa
Agência
social networking sites
media participation
media literacy
elf-representational stories
narrative
Agency
Issue Date: 5-Aug-2010
Citation: LOPES, Helena - Estórias da vida. Das páginas pessoais nas redes sociais à criação de narrativas pessoais mediatizadas: Reflexão pessoal, agência e desafios [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2009. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/2006>.
Abstract: Este estudo, centrado nas redes sociais da internet e em espaços que privilegiam a representação pessoal aborda a crescente participação dos cidadãos nos media. Nesse sentido introduz o método digital storytelling (DST), explorando a hipótese de que é uma ferramenta para incrementar a literacia dos media com potencial para gerar auto-reflexão, agência e “empowerment”. Averigua-se em que medida é que o DST poderá ser utilizado nas redes sociais da internet para promover os mesmos objectivos. Parte das seguintes questões: que dificuldades e desafios os indivíduos encontram na construção das narrativas digitais e em que medida lhes são familiares na construção das páginas pessoais? Constitui-se assim uma estrutura metodológica assente numa experiência com jovens que se voluntariaram para construir uma narrativa pelo método DST. Da experiência resultam pistas que indiciam a hipótese da dificuldade da generalização do método como forma de representação e partilha nas redes sociais mais popularizadas pelos jovens, pelo facto do desenvolvimento da narrativa implicar uma construção da representação pessoal diferente da habitual, destacando-se a reflexão e auto-reflexão em contraste com espontaneidade e descomprometimento. Como implicações, este estudo aponta para a relevância do DST como ferramenta para a afirmação da diferença e reflexão, podendo sustentar-se a sua promoção em projectos educativos e num modelo que aproveite alguns mecanismos de co-presença e partilha da web 2.0. Sugere também que o método entre os jovens tem o potencial para ser recriado, aceitando formas de narrativa menos clássicas, devendo ser aplicado com precaução para não criar bloqueios criativos em vez de agência e reflexão pessoal.
This study, focused on social networking and self-representational sites, addressed the issue of increasing citizen participation in the media. It explored the idea that digital storytelling (DST) methodology can be used to enhance media literacy, self-reflection, agency and empowerment, and how DST can be used in social networking sites to attain these goals. In particular, the study examined what difficulties and challenges people experience when constructing digital narratives, and whether they report similar challenges when creating pages in social networking sites. In terms of methodology, the study emphasized the personal experience of young adults who volunteered to create a narrative using DST. Participants reported major challenges in using DST as a form of self-representation and sharing in the social networking sites most popular among young adults. They revealed difficulties with the development of DST narratives that involved forms of self-representation different from those they were used to, namely because these constructions entailed reflection and self-reflection, in contrast to spontaneity and limited self-commitment. In terms of implications, this study underscores the relevance of DST as a means of encouraging self-reflection and agency, and as a tool that can be used to enhance educational projects and mechanisms of co-presence and sharing on the web 2.0. On the other hand, this study suggests that the use of DST among young people has the potential to reinvent itself, encompassing narrative constructions that differ from the classical norm, and should be used with caution to avoid exacerbating difficulties associated with self-reflection, agency and creative thinking.
URI: http://hdl.handle.net/10071/2006
Designation: Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese_ok.asd.docx249.43 kBMicrosoft WordView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.