Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/19741
acessibilidade
Title: Social representations of help: perceptions of vulnerable populations being helped
Authors: Bignone, Lisa
Orientador: Esteves, Carla Sofia de Castro
Rosa, Miriam
Keywords: Social representation theory
Intergroup helping relations
Recipients perceptions of help
Recipients social representations of help
Teoria das representações sociais
Relações de ajuda entre grupos
Percepções dos destinatários de ajuda
Representações sociais dos destinatários de ajuda
Psicologia social
Trabalho social
Relações intergrupais
Perceção social
Issue Date: 19-Nov-2019
Citation: BIGNONE, Lisa - Social representations of help: perceptions of vulnerable populations being helped [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/19741>.
Abstract: The aim of this study, conducted through the Social Representation Theory (Moscovici, 1976) lenses, was to investigate the perceptions of help recipients, so, to understand the shared representations on Help itself and on the Helping Institutions, the self-perceptions as aid recipients and the perceptions about the potential Social Status Distance with regard to the their helpers. Participants were twenty-five people between 18 and 70-years-old members of vulnerable groups that benefited from help programs offered by Non-Profit Institutions/Organizations. The study was conducted through semi-structured interviews, a methodology commonly used in Social Representation Theory (Moscovici, 1976) and in the structural approach to it (Abric, 1984; Vergès, 1994). Eight-hundred free evocations and 149 words were produced, all the data were analyzed with open-EVOC software (2000), a software designed for Social Representations data analysis. Results showed, differently from the literature on autonomy and dependency orientations to help (Nadler, 1997; 1998; 2002; 2015), the importance, at different levels, of both orientations. This study showed the importance, for the recipients of help, of being protagonists, active and autonomous in the process of improving their psychological and material resources, but also the importance of enjoying material goods, even if it means depending on the institution. Results were discussed as a potential contribute to the design of help programs that might provide greater benefits and well-being to help recipients.
O presente estudo teve como objetivo investigar as percepções dos destinatários de ajuda através da Teoria das Representações Sociais (Moscovici, 1976) para compreender as representações compartilhadas acerca da própria Ajuda e das Instituições prestadoras de ajuda, as autopercepções como destinatários de ajuda e as percepções sobre a potencial distância de estatuto social em relação aos seus ajudantes. Participaram 25 pessoas, entre os 18 e os 70 anos, membros de grupos vulneráveis que beneficiaram de programas de ajuda oferecidos por instituições / organizações sem fins lucrativos. O estudo foi realizado por meio de entrevistas semiestruturadas, metodologia comumente utilizada na Teoria das Representações Sociais (Moscovici, 1976) e na abordagem estrutural (Abric, 1984; Vergès, 1994). Foram produzidas 800 evocações livres e 149 palavras, tendo todos os dados sido analisados através do software open-EVOC (2000), um software projetado para a análise de dados de representações sociais. Verificou-se, diferentemente do adiantado pela literatura sobre a ajuda orientada para a autonomia ou para a dependência (Nadler, 1997; 1998; 2002; 2015), a importância, em diferentes níveis, de ambas as orientações. Este estudo mostrou a importância, para os destinatários da ajuda, de serem protagonistas ativos e autónomos no processo de melhoria dos seus recursos psicológicos e materiais, mas também a importância de desfrutar de bens materiais, mesmo que tal represente uma dependência da instituição. Os resultados são discutidos como uma potencial contribuição para projetar programas de ajuda que possam proporcionar maiores vantagens e bem-estar aos destinatários de ajuda.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/19741
Thesis identifier: 202383679
Designation: Mestrado em Psicologia das Relações Interculturais
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Lisa_Bignone.pdf887.55 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.