Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/19616
acessibilidade
Title: The green twist in the bond market: a performance analysis of green and conventional indices
Authors: Tomé, Inês Alexandra Guerra
Orientador: Curto, José Joaquim Dias
Keywords: Sustainable investment
Bond market
Green bond indices
Cointegration
Investimento sustentável
Mercado obrigacionista
Índices verdes obrigacionistas
Cointegração
Issue Date: 17-Dec-2019
Citation: TOMÉ, Inês Alexandra Guerra - The green twist in the bond market: a performance analysis of green and conventional indices [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/19616>.
Abstract: Green bonds emerged as an innovative fixed income product with potential to mobilize capital to promote the climate change mitigation or adaptation. The present study aims to investigate whether the green bonds integration into the investor’s portfolio provides superior returns or if it implies a trade-off between sustainability concerns and financial performance, through the analysis of green and conventional bond indices. The analysis of returns suggests low volatility and consequently, low investment risk for both types of indices. The difference between the means of returns were not statistically significant, implying the rejection of the trade-off theory between sustainability and financial performance. Also, short-run dependencies between green, investment grade (AAA, AA, A e BBB ratings) and conventional governmental-related indices were found. Through the study of the long-run dynamics 20 cointegration relationships were identified, out of which only 4 showed a long-run equilibrium relationship and 9 revealed a short-run relationship. Evidence of strong exogeneity was found across 2 relationships. This weak expression of long-run cointegration suggests potential for benefits associated to the investment portfolio diversification to green bonds.
As obrigações verdes surgiram como um produto inovador de rendimento fixo para mobilizar fundos que promovam a mitigação e adaptação às mudanças climáticas. O presente estudo tem como objetivo investigar se a integração de obrigações verdes numa carteira de investimentos é rentável para o investidor ou se implica uma escolha entre preocupações ambientais e rentabilidade financeira, com base no estudo de índices obrigacionistas verdes e convencionais. A análise dos retornos financeiros sugere baixos níveis de volatilidade e por consequência, baixo risco de investimento para os dois tipos de índices. As diferenças entre as médias dos retornos não são estatisticamente significativas o que implica a rejeição de incompatibilidade entre preocupações ambientais e rentabilidade financeira. Dependências de curto-prazo entre índices verdes e índices convencionais obrigacionistas com notações de crédito AAA, AA, A e BBB e de obrigações governamentais foram encontradas. Através do estudo das relações dinâmicas de longo-prazo, 20 relações de cointegração foram identificadas, das quais apenas 4 demonstraram ser relações de equilíbrio de longo-prazo e 9 revelaram ser de curto-prazo. Evidência de forte exogeneidade foi encontrada em 2 relações. Esta fraca expressão de cointegração de longo-prazo sugere potenciais benefícios associados à diversificação da carteira de investimentos com obrigações verdes.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/19616
Thesis identifier: 202363368
Designation: Mestrado em Finanças
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Ines_Guerra_Tome.pdf2.77 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.