Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/19427
acessibilidade
Title: A estrutura de capitais das empresas de serviços: uma análise comparativa das empresas mais e menos intensivas no uso do fator conhecimento
Authors: Ramalho, João Ricardo Pacífico
Orientador: Ramalho, Joaquim José dos Santos
Keywords: Autonomia financeira
Endividamento remunerado
KIBS
LKIBS
Debt
Financial autonomy
Gestão de empresas
Estrutura de capital
Conhecimento
Financiamento da empresa
Endividamento
Issue Date: 6-Dec-2019
Citation: RAMALHO, João Ricardo Pacífico - A estrutura de capitais das empresas de serviços: uma análise comparativa das empresas mais e menos intensivas no uso do fator conhecimento [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/19427>.
Abstract: Desde o clássico e pioneiro artigo de Durand publicado em 1952 que a estrutura de capitais tem sido um dos temas mais estudados e aprofundados em finanças empresariais, contudo, a heterogeneidade das conclusões e dos resultados obtidos não permitiu ainda chegar a uma conclusão universalmente aceite. Por esse motivo, uma das questões que se coloca com maior frequência aos empresários e gestores consiste em determinar qual a estrutura de capital que maximiza o valor da empresa. A presente investigação tem como objetivo analisar os determinantes da estrutura de capital das empresas que utilizam abundantemente o fator conhecimento distinguindo-as das que não o fazem. Tendo por base uma amostra de dados em painel com 63.640 observações relativas a 6.364 empresas referente ao período compreendido entre 2008 e 2017, os resultados empíricos obtidos parecem não evidenciar uma tendência clara de que ambos os tipos de empresa sigam uma abordagem concreta na definição da sua estrutura de capital. Os resultados obtidos revelam que as variáveis Tangibilidade do Ativo e Dimensão do Ativo são claramente importantes para explicar a estrutura financeira das empresas estudadas, enquanto que as variáveis Liquidez, Rendibilidade, Especificidade do Ativo e Crescimento do Ativo apenas o são nalgumas circunstâncias. Os resultados obtidos revelam ainda que tanto as empresas utilizadoras do fator conhecimento como as que não utilizam tão intensivamente a este fator recorrem preferencialmente ao Endividamento para financiar o seu ativo em detrimento dos capitais próprios, que as características específicas do primeiro tipo de empresa afetam negativamente a sua autonomia financeira e que algumas das variáveis citadas anteriormente influenciam de forma diferente a estrutura de capital das empresas dos dois setores.
Since Durand's classic pioneering paper, published in 1952, that capital structure has been one of the most studied and in-depth topics in corporate finance, however, the heterogeneity of conclusions and results has not yet led to a universally accepted conclusion. For this reason, one of the most frequently asked questions for entrepreneurs and managers is to determine which capital structure maximizes the value of the company. This research aims to analyze the determinants of the capital structure of companies that use the knowledge factor abundantly, distinguishing them from those that do not. Based on a panel data sample of 63.640 observations for 6.364 companies for the period 2008-2017, the empirical results obtained do not seem to show a clear tendency for both types of firm to follow a concrete approach in defining their capital structure. The results show that the Asset Tangibility and Asset Dimension variables are clearly important to explain the financial structure of the companies studied, while the Liquidity, Profitability, Asset Specificity and Asset Growth variables are only in some circumstances. The results also show that both companies that use the knowledge factor and those that do not use it intensively prefer to use indebtedness to finance their assets in detriment of equity, that the specific characteristics of the first type of company negatively affect financial autonomy and that some of the variables mentioned above have a different influence on the capital structure of companies in both sectors.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/19427
Thesis identifier: 202338894
Designation: Mestrado em Economia da Empresa e da Concorrência
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Joao_Pacifico_Ramalho.pdf858.9 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.