Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/19387
acessibilidade
Title: O potencial comunicativo do movimento social do #metoo no jornalismo de referência português: estudo de caso do jornal Público nos anos de 2017 e 2018
Authors: Almeida, Sara Lee
Orientador: Santos, Susana
Keywords: #metoo
Igualdade de género
Feminismo
Movimentos sociais
Jornalismo
Jornalismo de referência
Gender equality
Feminism
Social movements
Journalism
Reference journalism
Issue Date: 10-Dec-2019
Citation: ALMEIDA, Sara Lee - O potencial comunicativo do movimento social do #metoo no jornalismo de referência português: estudo de caso do jornal Público nos anos de 2017 e 2018 [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/19387>.
Abstract: Cada vez mais, observa-se a mobilização ativista que se desenvolve no espaço "online", como aconteceu com o movimento do #metoo. Este movimento social, com a sua origem em 2006, refere-se ao problema do assédio sexual, uma forma de violência legitimada pela reprodução contínua e normalizada de estereótipos e expectativas sociais. Foi um movimento social muito impulsionado graças à denúncia de assédio e abuso sexual de figuras proeminentes da indústria de Hollywood, nos finais de 2017, desencadeando uma série de acusações e consequências em outros contextos geográficos e indústrias. A presente dissertação ambiciona explorar este movimento social no contexto português, através de uma análise à produção jornalística sobre este, especificamente de um jornalismo de referência, através da escolha do jornal Público. A escolha pelo jornalismo recaí no interesse em estudar o potencial comunicativo do movimento, entendendo as especificidades do contexto social em estudo, tendo sido organizado um "codebook" abrangente, que se considerou para a análise de notícias recolhidas nos anos de 2017 e 2018.
More and more we can observe the activist mobilization that develops in the online space, as we did with the mobilization around the #metoo movement. This social movement, which originated in 2006, refers to the problem of sexual harassment, a form of violence legitimized by the continued and normalized reproduction of stereotypes and social expectations. The social movement gained momentum, in late 2017, thanks to several accusations of sexual assault and abuse directed to prominent Hollywood industry figures, triggering a series of accusations and consequences in other geographical contexts and industries. This dissertation aims to explore this social movement in the portuguese context, through an analysis of the journalistic production about the movement, especcifically in reference jounalism, through the newspaper Público. The choice for journalism corresponded to the interest in studying the communicative potential of the social movement, understanding the specificities of the social context under study, resulting in the organization of a comprehensive codebook, that encompassed the analysis of the collected news from 2017 and 2018.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/19387
Thesis identifier: 202339653
Designation: Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
master_sandra_lee_almeida.pdf1.43 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.