Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/19295
acessibilidade
Title: Agualva-Cacém e a Área Metropolitana de Lisboa: Relação entre a Evolução Urbana e as Infraestruturas de Mobilidade
Authors: Teixeira, Tiago da Silva
Orientador: Sampayo, Mafalda Gambutas Teixeira de
Keywords: Crescimento das cidades
Região periférica
Infraestruturas urbanas
Mobilidade
Subúrbio
Agualva-Cacém
Lisboa
AML
Metropolitan areas
Peripheral centralities
City-Center
Mobility Infrastructures
Suburbs
Issue Date: 20-Nov-2018
Citation: TEIXEIRA, Tiago da Silva - Agualva-Cacém e a Área Metropolitana de Lisboa: Relação entre a Evolução Urbana e as Infraestruturas de Mobilidade [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2018. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/19295 >.
Abstract: O aumento demográfico acentuado na cidade de Lisboa provoca o crescimento do aglomerado e a consequente evolução da mancha urbana, para fora dos seus limites. Desta maneira, existe uma expansão periférica, dispersa por um vasto território, criando uma entidade metropolitana baseada na relação centro-periferia. O objetivo deste trabalho teórico é sistematizar o processo de crescimento da cidade de Lisboa e da sua área metropolitana, ao perceber de que forma é que as infraestruturas de mobilidade conseguem influenciar o mesmo. Esta análise realiza-se através do caso de estudo da cidade de Agualva-Cacém, estando a presente dissertação organizada em quatro momentos principais. Mostra-se de que modo evoluiu a cidade de Lisboa e a sua periferia, através da análise de documentos cartográficos, onde se evidencia o desenvolvimento faseado dos seus núcleos urbanos. A segunda metade do século XX marca o início mais acentuado desta expansão, com o processo de suburbanização da área metropolitana de Lisboa. Assim, reconhece-se uma progressão espontânea de todo o território metropolitano. Pela falta de um planeamento e gestão coe rentes, a área urbana evolui em forma de mancha de óleo, seguindo as vias preexistentes. Através deste acontecimento, pequenas centralidades periféricas vão surgindo, e desta forma, a área metropolitana transforma-se numa entidade policêntrica. Identificam-se as infraestruturas de mobilidade como as grandes vias de suporte de todo o território urbanizado. Estas infraestruturas, juntamente com os diferentes tipos de transporte, colaboram na expansão da mancha de óleo, influenciando o seu crescimento de diversas maneiras. Na dualidade entre transporte público e transporte privado, o habitante urbano escolhe a maneira como se desloca dentro da região metrópole. Agualva-Cacém é apresentada como um exemplo de centralidade periférica que vive depedente das ligações à cidade-centro. A cidade procura crescer corretamente, de maneira a contrariar a ideia de cidade “sem forma” ou cidade “sem modelo” dos subúrbios.
The demographic increase in the city of Lisbon causes the population growth and the consequent evolution of the urban area outside its limits. In this way, the peripheral expansion spreads over a vast territory, creating a metropolitan entity based on the center-periphery conections. The intention of this academic work is to systematize the growth process of the city of Lisbon and its metropolitan area, by realizing how the mobility infrastructures can influence it. This analysis is made through the case study of the city Agualva-Cacém and the present dissertation is organized in four main moments. Lisbon and its suburbs have evolved, and by the analysis of cartographic documents, is possible to show the phased development of these urban centers. The second half of the twentieth century marks the beginning of this expansion, through the process of Lisbon Metropolis suburbanization. Is possible to recognize a spontaneous progression of the entire metropolitan territory. Because of the absence of a coherent planning and management, the urban area evolves in the form of urban sprawl, following preexisting roads. By this event, small peripheral centralities are emerging, and the metropolitan area becomes a polycentric entity. Mobility infrastructures are identified as the main support routes of the entire urbanized territory. These infrastructures, together with the different types of transport, contribute to the expansion of the urban sprawl, influencing its evolution in several ways. In the duality between public and private transport, the urban inhabitant can choose the way he moves inside the metropolis region. Agualva-Cacém is presented as an example of peripheral centrality that lives depedent of the connections to the city-center. The city tries to grow correctly, in order to counteract the idea of “formless” or “no model” city of the suburbs.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/19295
Thesis identifier: 202139514
Designation: Arquitectura
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.