Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/19259
Full metadata record
acessibilidade
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPereira, José Santana-
dc.contributor.authorCaeiro, Mariana David Ferreira-
dc.date.accessioned2020-01-06T14:53:12Z-
dc.date.issued2019-11-28-
dc.date.submitted2019-10-
dc.identifier.citationCAEIRO, Mariana David Ferreira - Média e populismo: em busca das raízes da excepcionalidade do caso português [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/19259>.pt-PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10071/19259-
dc.description.abstractNa última década, o populismo tem avançado pela Europa Ocidental, conquistando um lugar de relevo na arena de decisão política na maioria dos países europeus. Neste contexto, Portugal destaca-se como excepção, porque o populismo mantém uma presença pouco expressiva no cenário político. Ainda assim, a explicação por detrás desta excepcionalidade permanece em aberto. A presente dissertação pretende contribuir para a compreensão do caso português olhando para o factor mediático, frequentemente associado ao sucesso do populismo. O principal objectivo consiste em perceber em que medida o discurso dos média tradicionais portugueses é populista, através das suas estratégias discursivas, das opções de enquadramento e da saliência atribuída a determinados temas. Foi, nesse sentido, levada a cabo uma análise do conteúdo mediático de cinco órgãos de comunicação portugueses (televisão e imprensa): RTP, TVI, Público, Expresso e Correio da Manhã. Os resultados mostram que, à semelhança da esfera política, também nos média a presença do populismo é residual. Os enquadramentos populistas são escassos e a saliência de temas frequentemente associados ao populismo, como a imigração, o eurocepticismo e a corrupção, é pouco expressiva.por
dc.description.abstractIn the last decade, populism has made its way through Western Europe, achieving a prevailing spot in the decision-making arena of most European countries. In this context, Portugal has stood out as an exception, since populism remains very discreet in the political scene. However, the reasons for this exceptionalism remain to be discovered. This dissertation aims to contribute to the understanding of the Portuguese case by looking at the media factor, frequently related with the success of populism. The main goal of this work is to understand how populist the traditional Portuguese media are, through their discursive strategies, their framing choices and the salience of certain issues. In order to fulfil this goal, a content analysis of five outlets (TV broadcasters and press): RTP, TVI, Público, Expresso e Correio da Manhã was carried out. The findings show a very small presence of populism in the media, similar with what has been observed in the political sphere. Populist framings are scarce and issues frequently owned by populist parties, such as immigration, Euroscepticism or corruption, are not significantly salient.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsrestrictedAccesspor
dc.subjectMédiapor
dc.subjectPopulismopor
dc.subjectPortugalpor
dc.subjectAnálise de conteúdopor
dc.subjectPopulismpor
dc.subjectContent analysispor
dc.titleMédia e populismo: em busca das raízes da excepcionalidade do caso portuguêspor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedyespor
dc.identifier.tid202332845por
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Sociais::Ciências Políticaspor
thesis.degree.nameMestrado em Ciência Políticapor
dc.date.embargo2020-11-28-
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
master_mariana_ferreira_caeiro.pdf607.2 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.