Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/18943
acessibilidade
Title: Why do people become foster parents?: from the literature to empirical evidence
Authors: Freitas, Lucilina José Gouveia
Orientador: Magalhães, Eunice Vieira
Keywords: Foster care
Intention
Retention
Motives
Acolhimento familiar
Intenção
Retenção
Motivos
Psicologia social
Acolhimento de crianças
Família de acolhimento
Motivação
Portugal
Issue Date: 29-Oct-2019
Citation: FREITAS, Lucilina José Gouveia - Why do people become foster parents?: from the literature to empirical evidence [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2019. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/18943>.
Abstract: Foster care is a preferable child protection service compared to residential care, providing a familial context of development that support children’s needs. A systematic review (study 1) was performed aiming to provide a critical analysis of the literature about factors that explain the intention of becoming and continuing to be a foster family. Forty-nine studies were included, and the results revealed that the intention to become a foster parent derives from motivational factors, personal and family characteristics, individual values and beliefs, social context influences and familiarity with the system. The retention of foster families seems to be related with factors within the child protection system, personal or family characteristics, foster child characteristics and foster care intervention. Based on the research problems identified in the systematic literature review, a second study (empirical quantitative) was performed. We aimed to evaluate the knowledge and opinions of a Portuguese sample about the foster care system and foster parents, and to explore their intentions and reasons to become a foster family. The sample is composed by 177 adults (80.2% female; aged between 18 and 76 years old) and the results wield that there is reduced knowledge about the foster care system, although the sample recognize its importance and that improvements should be made. Besides, a small percent of our participants deeply intends to become a foster family (5.2%) and the main reasons to foster seem to be intrinsic.
O acolhimento familiar é uma medida de proteção preferencial, comparativamente ao acolhimento residencial, pois fornece um contexto de desenvolvimento familiar que suporta as necessidades das crianças. Foi realizada uma revisão sistemática (estudo 1), de modo a fornecer uma análise crítica da literatura sobre fatores que explicam a intenção de se tornar e continuar a ser família de acolhimento. Quarenta e nove estudos foram incluídos e os resultados revelaram que esta intenção decorre de fatores motivacionais, características pessoais e familiares, valores e crenças, influências do contexto social e familiaridade com o sistema. A retenção destas famílias está relacionada com fatores associados ao sistema de proteção, características pessoais ou familiares, características da criança acolhida e o próprio processo de acolhimento familiar. Com base nos problemas de investigação identificados na revisão sistemática da literatura, foi realizado um segundo estudo (quantitativo empírico). O objetivo foi avaliar o conhecimento e as opiniões de uma amostra portuguesa sobre o sistema de acolhimento familiar e famílias de acolhimento, bem como explorar a sua intenção e respetivas razões para se tornar família de acolhimento. A amostra é composta por 177 adultos (80.2% do sexo feminino; com idades entre os 18 e 76 anos) e os resultados apontam para um reduzido conhecimento sobre o sistema de acolhimento familiar, embora os participantes reconheçam a sua importância e necessidade de melhoria. De salientar que somente uma pequena percentagem dos participantes pretende efetivamente tornar-se família de acolhimento (5.2%) e que as principais razões para acolher parecem ser intrínsecas.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/18943
Thesis identifier: 202294625
Designation: Mestrado em Psicologia Comunitária, Proteção de Crianças e Jovens em Risco
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Lucilina_Gouveia_Freitas.pdf744.9 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.