Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/18540
acessibilidade
Title: Viagens como ritual: percursos na Selva de Calais
Authors: Almeida, Francisca Vaz Pinto Simões de
Orientador: Ramos, Manuel João
Keywords: Migrantes
Refugiado
Território de fronteira
Exclusão social
Rituais
Identidade étnica
Diáspora
França
Refugee(s)
Movement
Journey as a ritual
Borders
Performances
Jungle
Issue Date: 14-Dec-2018
Citation: ALMEIDA, Francisca Vaz Pinto Simões de - Viagens como ritual: percursos na Selva de Calais [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2018. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/18540>.
Abstract: Num mundo globalizado que se destaca pela diversidade e intensificação de actividade, dinamização e mobilização, os conceitos de tempo e espaço alteram-se à luz de uma nova ordem mundial. Numa era de transformação, em que o conceito de mobilidade adquire significados distintos para diferentes indivíduos, emergem novas identidades e percursos que acarretam consigo formas desiguais de poder, envolvidas na relação dinâmica com o movimento em si. Perante uma crise global relacionada com o fluxo de refugiados, vivemos uma época em que o próprio conceito de fronteira se altera, convocando consigo noções de cidadania e não cidadania, exclusão e inclusão, num mundo moderno em que o campo como espaço de excepção, se torna regra. Através de métodos de observação adaptados ao contexto da Selva de Calais, centrei a minha pesquisa no que a mesma reporta consigo, à luz de um discurso de barbarismo contemporâneo e simultânea manutenção dos indivíduos que nela (co)habitam como categoria. Busco compreender o movimento como viagem particular de um processo ritual que objectiva uma ida para um território específico para dele partir rumo ao Reino Unido, simbolizado como destino prometido. Debrucei-me nos percursos estratégicos inseridos numa geografia simbólica da Selva como palco em que indivíduos convertidos em actores rotulados, se vêm postos a participar. Como que numa encenação muito própria, jogos de transição acarretam consigo uma continuidade descontínua inserida em discursos políticos de separação que se perfazem entre o absurdo do campo e o atentado real e metafórico aos ideais europeus, com especial ênfase, em França. Numa teatralização óbvia das experiências, que vidas (re)produzem narrativas e significações particulares de ritualização de um mito europeu em prole do sucesso, que nos transporta para a realidade da Selva como viagem de iniciação do mesmo.
In a globalized world that stands out for the diversity and intensification of activity, dynamism and mobilization, the concepts of time and space are changing in the light of a new world order. In an age of deeply transformations, in which the concept of mobility acquires distinct meanings to different people, new identities are emerging, bringing with them unequal forms of power involved in the relation with the movement itself. In a face of a global crisis related to the refugees’ flow, we are living in a time in which the concept of border is changing, as well as the notions of citizenship and non-citizenship, exclusion and inclusion. The refugee camps as spaces of exception are becoming the new rule in the modern world. Through observation methods adapted to the context of the Jungle of Calais, I focused my research on what it brings with it, in the light of a contemporary barbaric discourse and that maintains individuals living in it as a category. I intend to understand a specific movement of a ritual process that aims to go to the Jungle as a purpose to leave for the United Kingdom, symbolized as a promised destination. I focused on the strategic paths inserted in the Jungle, as a symbolic geography of a stage in which individuals are put to participate as labeled actors. Transitional games bring with them a discontinuous continuity inserted in political discourses of separation that are prefaced between the absurdity of the refugee camp and the real and metaphorical attack on European ideals, with emphasis on the French scenario. In an obvious theatrical way of experiences, my purpose is to explore lives that produce narratives and significations of a European myth ritualization of success, which transports us to the Jungle as a journey of initiation.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/18540
Thesis identifier: 202151654
Designation: Mestrado em Estudos Internacionais
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Francisca_Simoes_Almeida.pdf1.32 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.