Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/18291
acessibilidade
Title: Artificial intelligence and human values
Authors: Couto, Daniela Gaspar
Orientador: Ramalho, Nelson Campos
Keywords: Artificial intelligence
Human values
Attitudes
Regulatory agents
Psicologia social
Inteligência artificial
Interação homem-máquina
Evolução tecnológica
Valores pessoais
Valores culturais
Atitude
Regulação social
Issue Date: 4-Dec-2018
Citation: COUTO, Daniela Gaspar - Artificial intelligence and human values [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2018. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/18291>.
Abstract: Artificial Intelligence (AI) is increasingly used in daily life. Where once decisions and choices were left to human management, technology now plays a much more incisive role. This topic has spawned several diverging and alarming opinions (e.g. Elon Musk and Stephen Hawkings), due to the various ethical susceptibilities that AI development spans. The present study attempts to perceive whether human values influence individuals’ attitudes towards AI evolution. This technology is exposed in several different contexts: in the chance that AI threatens each one of the values; the opposite case, where AI is beneficial; in the need (or lack thereof) for the presence of regulatory agents, and whether that changed people's initial decision. With a sample of 205 participants, and through quantitative methodology (questionnaire), as well as qualitative (semi-structured interviews), the conclusion is that equality, freedom, health and national security constitute a predictive power when it comes to the attitudes that individuals nurture towards AI evolution. More specifically, in the event that AI threatens equality, people develop unfavourable attitudes towards its evolution. The same happens for freedom, where people are also against AI evolution, whether it benefits or threatens human values. People tend to be in favour of AI evolution if it benefits health, but require the presence of regulatory agents. Lastly, the attitudes towards AI evolution are positive if it benefits national security. People still demonstrate generally positive attitudes in the event that this value is threatened by AI, but require the presence of regulatory agents.
A inteligência artificial (IA) é cada vez mais utilizada na vida quotidiana, em que onde as decisões e escolhas eram deixadas à gestão humana, a tecnologia assume agora um papel mais incisivo nessa questão. Esta temática tem sido motivo para várias opiniões divergentes e alarmísticas (e.g. Elon Musk e Stephen Hawkings), devido às várias suscetibilidades éticas que o desenvolvimento da IA abarca. O presente estudo procura percecionar se os valores humanos influenciam as atitudes que os indivíduos têm para com a evolução da IA. Esta tecnologia é exposta em vários contextos: no caso da IA ameaçar cada um dos valores; no caso oposto, de a mesma os beneficiar; na necessidade ou não da presença de agentes reguladores, e se os mesmos de alguma forma alteravam a sua decisão inicial. Com uma amostra de 205 participantes, através de uma metodologia quantitativa (questionário) e qualitativa (entrevistas semiestruturadas), concluiu-se que a igualdade, a liberdade, a saúde e a segurança nacional constituem um poder preditivo relativamente às atitudes que os indivíduos têm face à evolução da IA. Mais especificamente, se a IA ameaçar a igualdade surgem atitudes desfavoráveis à sua evolução, igualmente, no caso da liberdade as pessoas também são contra à evolução da IA, mesmo que ela beneficie ou ameace os valores humanos. A saúde se for beneficiada pela IA, a pessoas tendem a ser a favor da sua evolução, mas sempre com a presença de agentes reguladores. Por fim, se a IA beneficiar a segurança nacional, surgem atitudes positivas face à sua evolução, bem como, se a IA ameaçar o mesmo valor as pessoas continuam a demonstrar atitudes positivas, mas exigem a presença de agentes reguladores.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/18291
Thesis identifier: 202163822
Designation: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Daniela_Gaspar_Couto.pdf1.54 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.