Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/18161
acessibilidade
Title: A relação entre química da felicidade, química do estresse, liderança, motivação e confiança organizacional
Authors: Ferreira, Fabio da Silva
Orientador: Costa, Renato Lopes da
Keywords: Ambiente organizacional
Liderança
Stress
Motivação
Trust
Motivation
Leadership
Issue Date: 23-Oct-2018
Citation: FERREIRA, Fabio da Silva - A relação entre química da felicidade, química do estresse, liderança, motivação e confiança organizacional [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2018. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/18161>.
Abstract: Este estudo discute o que acontece no nosso corpo e a resposta no ambiente organizacional abordando a química do estresse e a química da felicidade a partir da dopamina (hormônio da motivação); serotonina (hormônio da liderança); e oxitocina (hormônio da confiança), correlacionando estas químicas para mensurar o nível de confiança que os trabalhadores brasileiros têm em suas lideranças. A seriedade do estudo da química da felicidade no ambiente organizacional deve-se, em grande parte, ao entendimento de que desempenham diversas funções importantes, principalmente a tomada de decisões, que favorece a execução de tarefas. Dentro deste contexto, principalmente com relação à tomada de decisões, o estudo do hormônio do amor, desencadeado por meio das emoções positivas, através da química da felicidade, ou contrárias, através da liberação de altas doses de cortisol, tem se mostrado necessário no fator de prevenção de consequências negativas que reflete na saúde mental, a cultura e clima organizacional, ocasionando conflitos entre os colaboradores, prejudicando o potencial cognitivo, a criatividade e a resolução de problemas, fazendo que os funcionários trabalhem desmotivados, acarretando, em sua grande maioria, o "turnover". Para discorrer sobre este assunto, a metodologia utilizada foi a pesquisa qualitativa e, consequentemente de natureza exploratória, de fins práticos, movida pela necessidade do conhecimento para aplicação de resultados, com o intuito da obtenção de vantagens competitivas. Também fez parte desta pesquisa uma revisão de literatura através de análise bibliográfica, que, juntamente com a coleta de dados buscou resposta a problemática descrita no capítulo 1 desta dissertação, sendo que na revisão de literatura teve como propósito apresentar conceitos e generalidades sobre diversos itens que engloba o assunto. Os resultados corroboram com as hipóteses levantadas, ou seja: os resultados obtidos indicam uma baixa taxa de confiança na liderança direta; existe uma taxa alta de percepção da liderança como uma ameaça à segurança das pessoas nas organizações; mesmo com a existência de uma baixa taxa de confiança na liderança, existem fatores positivos de comprometimento com a organização.
This study discusses what happens in our body and the response in the organizational environment addressing the chemical of stress and the chemicals of happiness from dopamine (motivation hormone); serotonin (leadership hormone); and oxytocin (trust hormone), correlating these chemicals to measure the level of trust that Brazilian workers have in their leaderships. The seriousness of the study of the chemicals of happiness in the organizational environment is largely due to the understanding that they perform several important functions, especially decision making, which favors the execution of tasks. Within this context, especially with regard to decision making, the study of the love hormone, triggered by positive emotions through the chemicals of happiness, or contrary, through the release of high doses of cortisol, has been shown to be necessary in the factor of prevention of negative consequences that reflects on mental health, culture and organizational climate, causing conflicts among employees, impairing cognitive potential, creativity and problem solving, making employees work unmotivated, causing, for the most part, a high turnover. In order to discuss this subject, the methodology used was the qualitative research, and consequently exploratory nature, of practical purposes, driven by the need of the knowledge for the application of the results, in order to obtain competitive advantages. Also part of this research was a review of literature through bibliographic analysis, which, together with data collection, sought to answer the problematic described in chapter 1 of this dissertation, and the literature review had as purpose to present concepts and generalities about several items that encompasses the presented subject. The results corroborate with the hypotheses raised, that are: the results obtained indicate a low trust rate in the direct leadership; there is a high rate of perception of the leadership as a threat to the safety of people in organizations; even with the existence of a low trust level in the leadership, there are positive factors of commitment to the organization.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/18161
Thesis identifier: 202136000
Designation: Mestrado em Gestão de Empresas
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
master_fabio_silva_ferreira.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.