Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/17899
acessibilidade
Title: Bits and bytes of financial regulation
Authors: Algarvio, Diogo João Azevedo
Orientador: Miguel, António Manuel Corte Real de Freitas
Keywords: Regtech
Regulation
Technology
Surveillance
Tecnologia
Vigilância electrónica
Regulação económica
Instituições financeiras
Tecnologia
Análise comportamental
Issue Date: 4-Dec-2018
Citation: ALGARVIO, Diogo João Azevedo - Bits and bytes of financial regulation [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2018. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/17899>.
Abstract: Since 2008, banks have spent more than €342 billion on settlements, enforcement actions, and fines, and until 2020 according to Reuters this value is expected to rise to €400 billion. As a result, technological solutions were implemented to help Financial Institutions deal with the increasing compliance burden and regulators addressing the constant difficulties of enforcing and monitoring regulatory requirements to limit risks and promote financial stability. This led to the emergence of a whole new movement in the Financial Industry - Regulatory Technology. In this dissertation, the aim is to analyze how technology can help Financial Institutions deal with risky behavior and regulatory demands in the most efficient and cost-effective way and to show how extremely complex this process can be, by following the deployment of an electronic communications surveillance tool within a top-tier firm. Electronic communications are crucial parts of investigations such as the subprime mortgage crisis, the London Interbank Offered Rate and the currency market manipulation scandals or the COMEX gold and silver futures markets spoofing scandal. To appropriately address the nature of these threats, holistic risk assessment tools that gather these records (e-mail, chat, voice, trade logs, etc.), discover correlations and provide a credible output that necessitates supervisory review are of extreme importance. The challenge for Front-Office Supervisors is finding the proverbial “needle in a haystack” – the combination of Email, Chats, transactions records, voice logs, and other reports – that should be flagged for suspicious activity and reviewed in conjunction with Compliance and Anti-Fraud teams.
Desde 2008, os bancos já gastaram mais de €342 biliões em acordos, ações de fiscalização e multas, e até 2020 segundo a Reuters, este valor deverá subir para €400 biliões. Como resultado, foram implementadas soluções tecnológicas para ajudar as Instituições Financeiras na superação do aumento exponencial de requisitos regulatórios, e para fortalecer a capacidade de resposta dos reguladores face às constantes dificuldades de impor e monitorizar esses mesmos requisitos com o objetivo de limitar os riscos incorridos e por sua vez promover a estabilidade financeira. O que levou ao aparecimento de um novo movimento na Indústria Financeira – Regulatory Technology (Regtech). Nesta dissertação, o objetivo é analisar como a tecnologia pode ajudar as Instituições Financeiras a lidar com comportamentos indevidos e requisitos regulatórios da forma mais eficiente e rentável e mostrar quão extremamente complexo este processo pode ser, ao seguir de perto a implementação de uma ferramenta de vigilância de comunicações eletrónicas dentro de uma grande Instituição Financeira. As comunicações eletrónicas são partes cruciais de investigações de escândalos financeiros, como observado na crise do suprime, na manipulação da London Interbank Offered Rate, do mercado monetário e dos mercados de futuros do ouro e prata na COMEX. Para lidar adequadamente com a natureza destas ameaças, ferramentas holísticas de supervisão reúnem registos (e-mail, conversas, voz, registos de transações etc.), descobrem correlações e fornecem um importante e credível resultado que por sua vez requer revisão por parte dos supervisores. O desafio para os supervisores do Front-Office é encontrar a proverbial "agulha no palheiro" - a combinação de e-mails, conversas, transações, registos de voz e outros relatórios - que deve ser sinalizada como atividade suspeita e analisada em conjunto com as equipas de Compliance e Anti-fraude.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/17899
Thesis identifier: 202128849
Designation: Mestrado em Gestão Internacional
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Diogo_Azevedo_Algarvio.pdf2.5 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.