Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/17879
acessibilidade
Title: A responsabilidade social e o compromisso organizacional no setor hoteleiro: o papel moderador da cultura organizacional
Authors: Chagas, Vitória Santos
Orientador: Neves, José Gonçalves das
Duarte, Ana Patrícia
Keywords: Cultura organizacional
Hotelaria
Responsabilidade social
Hospitality
Corporate social responsibility
Organizational culture
Organizational commitment
Issue Date: 21-Nov-2018
Citation: CHAGAS, Vitória Santos - A responsabilidade social e o compromisso organizacional no setor hoteleiro: o papel moderador da cultura organizacional [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2018. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/17879>.
Abstract: Em Portugal, a hotelaria apresenta-se como uma das componentes mais importantes do turismo e continua a apresentar índices de crescimento. Com as políticas económicas e sociais associadas à crescente globalização e ao desenvolvimento sustentável, surge a relevância da temática da responsabilidade social das organizações (RSO) como parte constituinte essencial do negócio de uma empresa. As organizações confrontam-se com desafios e mudanças recorrentes, cuja adaptação e sucesso dependem da cultura organizacional. Neste contexto, é essencial desenvolver uma cultura que incite o compromisso dos colaboradores, de modo a que estes estejam mais satisfeitos e envolvidos com a organização. A presente investigação visa analisar a relação entre a perceção das práticas de responsabilidade social e o compromisso afetivo, testando simultaneamente o efeito moderador que os tipos de cultura organizacional (apoio, regras, objetivos e inovação) podem exercer nessa relação. Para tal, foi recolhida uma amostra de 183 participantes que laboram em unidades hoteleiras, através de um questionário distribuído presencialmente. Os principais resultados revelaram a perceção das práticas de responsabilidade social promove um maior compromisso afetivo. O presente estudo mostra que nem todos os tipos de cultura organizacional têm um efeito moderador na relação responsabilidade social - compromisso. Somente a cultura de regras modera, isto é, afeta a relação das práticas de RSO com o compromisso afetivo. Assim, a presente dissertação constitui um contributo relevante para a literatura existente sobre a relação entre a responsabilidade social e o compromisso afetivo e demonstrar em que circunstâncias, esta relação pode ser fortalecida ou enfraquecida com a presença de uma variável moderadora (cultura organizacional).
In Portugal, hospitality is one of the most important components of tourism and continues to show growth rates. With the economic and social policies related to increasing globalization and sustainable development, the relevance of the subject of corporate social responsibility (CSR) arises as an essential constituent of business. Organizations face recurring challenges and changes, whose adaptation and success depend on organizational culture. In this context, it is essential to develop an organizational culture that encourages the commitment of employees so that they are more satisfied and engaged with the organization. The present research intends to analyze the relationship between the CSR perception and the affective commitment, simultaneously testing the moderating effect that different types of organizational culture (clan, hierarchy, market and adhocracy) can exert on this relationship. For this purpose, a sample of 183 participants who work in hotels was collected through a questionnaire distributed in person. The main results revealed that the perception of the CSR practices is positively related to affective commitment. However, the four types of organizational culture do not have a moderating effect on the social responsibility practices - commitment relationship. Only the hierarchy culture moderates the relationship of the perception of CSR practices with affective commitment. Thus, this dissertation constitutes a relevant contribution to the existing literature on the relationship between CSR and affective commitment and to demonstrate under what circumstances this relationship can be strengthened or weakened by the presence of a moderating variable (organizational culture).
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/17879
Thesis identifier: 202104311
Designation: Mestrado em Gestão
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Master_Vitoria_Santos_Chagas.pdf952.76 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.