Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Integrated Search
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/17511
acessibilidade
Title: Ativismos antiausteridade: protestos nacionais em transformação?
Authors: Nunes, Cristina Isabel de Oliveira
Orientador: Nave, Joaquim Domingos Gil
Keywords: Sociologia política
Crise económica
Movimentos sociais
Protesto popular
Participação cívica
Rede social
Identidade coletiva
Activists
Anti-austerity
Collective action
Cycle of protests
Protest groups
Social media
Social movements
Issue Date: 7-Nov-2018
Citation: NUNES, Cristina Isabel de Oliveira - Ativismos antiausteridade: protestos nacionais em transformação? [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/17511>.
Abstract: Os anos de 2011 a 2013 foram marcados por elevados níveis de contestação social e política contra as medidas de austeridade acordadas entre o Governo português e a Troika (BCE, CE e FMI) que deram origem às maiores manifestações de rua ocorridas nas últimas décadas. Surgiram novos grupos de ativistas e novas formas de estruturação da ação coletiva. Internacionalmente, este período coincide com o despontar da Primavera Árabe, do 15M e do "Occupy Wall Street", mobilizações onde os social media desempenharam um papel fundamental na construção e disseminação do contencioso político. A este nível, o ciclo de protestos vivido em Portugal acompanha algumas das tendências internacionais, fator que evidencia uma rutura com os modos de organização da ação coletiva dos atores políticos 'tradicionais', que historicamente se situam mais próximos deste tipo de contestação. Contudo, verifica-se também alguma permanência nos vínculos e ligações às redes de ativistas de momentos de protesto anteriores, assim como no suporte que lhes foi conferido pelos partidos políticos de esquerda e as organizações sindicais. São estas as continuidades e descontinuidades que nos propomos analisar ao longo desta pesquisa.
The years of 2011-13 are recognized in Portugal by the high levels of social and political protest against austerity policies decided by the Government and the Troika (IMF, UE and ECB). New groups and new forms of protest emerged, giving rise to the biggest street demonstrations of last decades. Meanwhile, international politics was being disturbed by the Arabian Spring, 15M (Spain) and Occupy Wall Street mobilizations, wherein social media played an important role in the construction and dissemination of the protest. From this point of view, the cycle of protest arising in Portugal fit in to the international tendencies of rupture with old forms of collective action and activism of political actors historically supportive of these kinds of protest movements. However, the Portuguese case also exhibits evidence on continuities, mostly with regard to links and relationships to networks of activists from previous protest waves, as well as to support provided by left wing political parties and trade unions. These continuities and discontinuities are discussed and analyzed throughout this thesis.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/17511
Thesis identifier: 101456247
ISBN: 978-989-781-109-8
Designation: Doutoramento em Sociologia
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
phd_cristina_oliveira_nunes.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.