Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1707
acessibilidade
Title: Avaliação financeira das opções de co-financiamento de um grande projecto de turismo
Authors: Santos, Ana Margarida
Orientador: Costa, João Abrantes
Keywords: Auxílios de Estado
Grandes projectos
Turismo
Incentivos
Large touristic investment
State aid
Tourism
Grants
Issue Date: 2009
Citation: SANTOS, Ana Margarida - Avaliação financeira das opções de co-financiamento de um grande projecto de turismo [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2009. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1707>.
Abstract: A concretização de um projecto de investimento encerra em si múltiplos desafios de ordem técnica, física, financeira, entre outros. Para o investidor que decide de forma fundamentada encetar um projecto de investimento conseguir partilhar o risco inerente à operação é, por si só, uma mais-valia. No contexto económico actual e, bem assim, atendendo às características inerentes a um grande projecto turístico, o recurso a co-financiamento público apresenta inúmeras vantagens quer financeiras, pela redução do esforço financeiro por parte do accionista, quer de risco, por partilhar a operação com uma entidade como o Estado. O presente caso pedagógico pretende contribuir para um conhecimento aprofundado das opções de co-financiamento disponíveis, à data de hoje, para um projecto turístico a localizar no interior do território nacional. Adicionalmente, pretende-se explorar as alternativas que, para um mesmo investimento, permitam ao accionista maximizar a rentabilidade do seu investimento, pela optimização dos incentivos, financeiros e fiscais, a que tem acesso. A análise efectuada teve por base quer o contexto nacional de acesso aos incentivos, bem como todo o contexto europeu de acesso aos auxílios de Estado, processo definido e controlado por parte da Comissão Europeia nomeadamente os trâmites conexos com as restrições implícitas à denominada regra dos grandes projectos. Os resultados obtidos permitiram concluir que o acesso aos incentivos, por via de duas candidaturas autónomas, em detrimento de uma única candidatura, permite optimizar o valor de incentivos financeiros e fiscais e, numa óptica financeira, gerar mais valor para o accionista, mensurado, a este nível, com recurso ao ROI.
Carrying out an investment project raises many challenges, either financial, technical or even physical. Therefore, sharing the investment’s intrinsic risk constitutes an advantage for the investor. Considering today’s economical background and the nature of a large touristic investment, resorting to public co-funding is a way of achieving financial advantages. It decreases the investor’s financial effort and the project’s risk, by sharing it with the State. The main ambition of this academic case is to demonstrate the co-funding options available (to date) for tourism projects implemented in the country’s interior. It also explores the alternatives of maximising the investment’s profit and sustainability through the request of financial and tax incentives. The analysis took, for basis, the context of applications to the national and European incentives’ systems, as well the restrictions imposed by the European Commission to larger projects. The obtained results demonstrate that opting for two separate applications allows to make the most of the financial and tax incentives’ worth. This generates more value for the shareholder which is measured by the ROI.
Description: Relatório de Projecto / Mestrado em Finanças
URI: http://hdl.handle.net/10071/1707
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.