Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1697
acessibilidade
Title: Diferenças de género e desigualdades sociais na saúde e doença em Portugal
Other Titles: Gender differences and social inequalities on health and illness in Portugal
Authors: Vintém, João Manuel Cabecinha
Orientador: Guerreiro, Maria das Dores
Carvalho, Helena
Keywords: Género
Classe social
Saúde e doença
Percepção de bem-estar
Atitudes
Cuidados de saúde
Gender
Social class
Health and illness
Perception of well-being
Attitudes
Health care
Issue Date: 2009
Citation: VINTÉM, João Manuel Cabecinha - Diferenças de género e desigualdades sociais na saúde e doença em Portugal [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2009. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1697>.
Abstract: O objectivo da pesquisa foi o de descrever, analisar e interpretar os dados do Inquérito Social Europeu (European Social Survey-2004), identificando e comparando as diferenças e desigualdades na saúde e doença entre i) homens e mulheres e ii) classes sociais, tanto nos homens como nas mulheres, com a finalidade de caracterizar em termos de género e socialmente a saúde e doença em Portugal (Continente), nomeadamente, na percepção de bem-estar perante a saúde, nas atitudes relativas a consumo de medicamentos e tratamentos, nos cuidados de saúde quanto ao comportamento perante a doença, à frequência de ida a consultas e à relação médico-paciente. Definimos as seguintes hipóteses: 1) na saúde e doença, há diferenças entre as mulheres e os homens, mas também nas mulheres entre si e nos homens entre si, 2) a idade é um factor que influencia a saúde e doença, 3) as desigualdades sociais perante a saúde são explicadas em grande parte pelo grau de instrução, rendimento e classe social, apesar de as políticas sociais, familiares e de saúde estarem orientadas estrategicamente no sentido da igualdade. Os resultados da pesquisa mostraram que, não obstante alguns terem evidenciado correlações de intensidade fraca, dos mesmos podemos concluir que, na saúde e doença, encontramos algumas diferenças de género e entre as classes sociais mais favorecidas e as mais desfavorecidas, tanto nos homens como nas mulheres, e que a idade, o rendimento e o nível de escolaridade são factores que influenciam, condicionam, também, a saúde e doença. Porém, salienta-se que os resultados a que chegámos evidenciam que essas diferenças e desigualdades não sobressaem de forma muito marcada, podendo aqui revelar-se alguma importância das políticas sociais, familiares e de saúde, orientadas estrategicamente no sentido da igualdade, as quais terão contribuído para reduzir as diferenças e desigualdades.
The research goal was describe, analyze and expound data of European Social Survey- 2004, identifying and comparing the differences and inequalities on health and illness between i) men and women and ii) social classes, with the purpose to characterize about gender and socially health and illness in Portugal (Mainland), specifically, the perception of well-being before health, the attitudes concerning medicines consumption and treatments, the health care related with illness behaviour, the visits to doctor and the relation doctor-patient. We define the following hypotheses: 1) on health and illness, there are differences between men and women, but also on women between themselves and men themselves, 2) age is a factor which influences health and illness, 3) social inequalities on health are explained by education level, income and social class, in spite of health, familiar and social politics strategically oriented to equality. In spite of the results with some poor correlations, we can conclude that on health and illness we find gender differences and also between social classes, both men and women, and age, income and education level are factors with influence on health and illness too. However, the research shows that differences and inequalities are not visible. So, we can see here some importance of health, familiar and social politics strategically oriented to equality, which possibly contribute to reduce differences and inequalities.
URI: http://hdl.handle.net/10071/1697
Designation: Mestrado em Família e Sociedade
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese de Mestrado - João Vintém.pdf983.61 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.