Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/16298
Full metadata record
acessibilidade
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSaldanha, José Luís Possolo de-
dc.contributor.advisorMendes, Pedro-
dc.contributor.authorBrito, Hugo Manuel Monteiro-
dc.date.accessioned2018-07-10T16:00:10Z-
dc.date.available2018-07-10T16:00:10Z-
dc.date.issued2017-11-21-
dc.date.submitted2017-10-
dc.identifier.citationBRITO, Hugo Manuel Monteiro - Ideias como veículo para a forma arquitetónica. Reabilitação da Fábrica de Moagem de Alenquer [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/16298>.pt-PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10071/16298-
dc.description.abstractEste trabalho se debruça sobre a Ideado em arquitetura, mais concretamente qual o seu peso, o seu lugar na pratica disciplina. Esta investigação não procura dar respostas, mas antes procura se aproximar-se. Fazer uma aproximação a problemática da ideia em arquitetura procurado colocando as duvidas. Colocar esta questão da ideia em arquitetura implica antes, procurar perceber próprio conceito da ideia. O que é? Em suma a ideia, é um fenómeno com raiz no conhecimento, a ideia equivalente ao saber. A mente humana, para ter uma ideia vai procurar há memoria o conhecimento em forma de conceitos, e desta procura gerar novas possibilidades e hipóteses. Por ser um fabrico da mente a ideia; e por natureza abstrata, ou seja, ‘e inatingível. Partindo deste ponto, surge o próximo tema do trabalho: materializar a ideia, ou seja, para ideia ser importar a ideia do mundo abstrato para o real, esta tem de ser expressa num objeto ou forma. Esta dialética dá-se a primeira aproximação a ideia em arquitetura, porque comparando entre a arte arquitetura, sendo que na dicotomia entre forma e ideia ‘e perpetua, em arquitetura a ideia ‘e uma ideia de facto, concreta. Ao referir os testemunhos de arquitetos sobre o seu processo, a ideia em arquitetura se aproxima a um ato de relembrar, mais o de inventar. Portanto ter uma ideia em arquitetura ‘e ter uma ideia que e tangível. Nesta altura o trabalho avanço para tema da divergência que existe entre a ideia e arquitetura, porque são opostas, imaterial e material, tangível e inatingível. Sobre tema se conclusivo se fca a supor, que para se fazer arquitetura a em certa altura, ideia funciona como um veiculo, que propulsiona e estimula a prática da arquiteturapor
dc.description.abstractThis work wonders about the notion of idea in architecture, more precisely its weight and its place, on the discipline. This investigation isn’t bent on fnding answers, but rather get closer to the question. To make an approximation of the question of idea in architecture, by asking hopefully asking the right questions. Fist however one must ask the question of what is an idea. Essentially and idea knowledge, the human mind seeks in the well that is memory concepts and from those generate new possibilities and hypothesis. By being a fabrication of the mind, and idea is by nature abstract, meaning intangible. From this point the next theme of the work appears: to make idea real, meaning that in order to transport and idea to reality, it must be expressed in object or a form. From this duality, an approximation the idea in architecture is given, because comparing between art and architecture, the matter of expressing an idea in art is perpetual, but in architecture it is not, it must concert. Referring to testimonies of architects and idea in architect is closer to remembering rather to invent. Therefore, and idea in architecture is an idea that it is tangible. From this point there’s is a divergent between idea and architecture because they are opposite, material, and immaterial. Regarding this fnal theme we can suppose that to make architecture and idea must work as a vessel for form, that propellant stimulates the process and the architectural practicepor
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccess-
dc.subjectTeoria da arquiteturapor
dc.subjectConhecimentopor
dc.subjectMemóriapor
dc.subjectFormapor
dc.subjectProjeto arquitetónicopor
dc.subjectReabilitação do patrimóniopor
dc.subjectAlenquerpor
dc.subjectLisboapor
dc.subjectIdeia tangivelpor
dc.subjectImagenspor
dc.subjectKnowledgepor
dc.subjectMemorypor
dc.subjectIdeapor
dc.subjectFormpor
dc.subjectTangible ideapor
dc.subjectImagepor
dc.titleIdeias como veículo para a forma arquitetónica. Reabilitação da Fábrica de Moagem de Alenquerpor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedyespor
dc.identifier.tid201775328por
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Humanidadespor
thesis.degree.nameMestrado Integrado em Arquiteturapor
dc.date.embargo2019-07-10-
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.