Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/16189
acessibilidade
Title: E-mail as a predictor of silence behaviors
Authors: Rebocho, Alexandra Isabel Amante
Orientador: Silva, Sílvia
Keywords: E-mail
E-mail overload
E-mail quality
Silence behaviors
Gestão de recursos humanos
Correio eletrónico
Efeitos psicológicos
Relações profissionais
Comportamento organizacional
Comunicação não verbal
E-mail
Sobrecarga de e-mail
Qualidade de E-mail
Comportamentos de silêncio
Issue Date: 3-Nov-2017
Citation: REBOCHO, Alexandra Isabel Amante - E-mail as a predictor of silence behaviors [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/16189>.
Abstract: As e-mail became the number one communication channel within organizations, problems related to this fact started to arise. Employees no longer felt in control over their inbox and the term e-mail overload started to gain more relevance. Thus, the present study sought to investigate the impacts that e-mail overload and the quality of its content can have on employees, as well as what are its consequences to the individuals. As the outcomes can vary given different situations and individuals, the study was focused particularly on silence behaviors, that until to the moment have scarce empirical research. The results of the study were obtained through an online questionnaire answered by 97 individuals. With the support of the Job Demands-Resources Model, it was possible to test mediations, moderations and moderated mediations, to verify the impact of e-mail on silence behaviors. While the results found that both work engagement and exhaustion mediate the previous relationship, it was also found that the quality of the e-mail content moderates the relation between e-mail overload and work engagement, contrary to what happens in the relationship between e-mail overload and exhaustion. Further, the moderated mediation was partially confirmed since it was verified that, e-mail quality moderates the mediation between e-mail overload and work engagement, but it does not moderate the mediation between e-mail overload and exhaustion. The present study is particularly important to close one of the existent gaps regarding silence behaviors, as the subject does not have a large body of research nor it has been connected with e-mail. Further, it can be useful for managers to understand why some employees remain silent and what can be done to overcame such behaviors.
Com o e-mail a tornar-se o canal de comunicação mais utilizado dentro das organizações, alguns problemas relacionados com este fato começaram a surgir. Os funcionários deixaram de sentir qualquer controle sobre a sua caixa de correio e o terma sobrecarga de e-mail passou a ter mais relevância. O presente estudo tem como objetivo investigar quais os impactos que esta sobrecarga de e-mail bem como a qualidade do seu conteúdo podem ter nos funcionários, e quais são as consequências que poderão advir dos mesmos, afetando assim os individuos. Como as consequências podem variar consoante diferentes situações e diferentes indivíduos, o estudo foca-se particularmente em comportamentos de silêncio como possível consequência. Os resultados foram obtidos através de um questionário online, contando com a participação de 97 indivíduos. Com o apoio do modelo Job Demand-Resources, foi possível testar mediações, moderações e moderações mediadas, para verificar o impacto de e-mail nos comportamentos de silêncio. Os resultados mostraram que tanto o envolvimento no trabalho como a exaustão medeiam a relação anterior. Já a qualidade do conteúdo do e-mail modera a relação entre a sobrecarga de e-mail e o envolvimento no trabalho, ao contrário do que acontece na relação entre sobrecarga de e-mail e exaustão. Além disso, a mediação moderada foi parcialmente confirmada, uma vez que se verificou que a qualidade do e-mail modera a mediação entre a sobrecarga de e-mail e o envolvimento no trabalho, mas não modera a mediação entre a sobrecarga e a exaustão. Este estudo é particularmente importante para tentar fechar uma das lacunas existentes em relação aos comportamentos de silêncio, uma vez que a pesquisa sobre o mesmo é escassa e, a existente ainda não estudou a sua relação com o e-mail. Assim, os resultados deste estudo podem ser bastante úteis para os gestores entenderem o porquê de alguns funcionários permanecerem em silêncio e o que pode ser feito para superar estes comportamentos.
Description: JEL Classification System: J290 Work Behavior, Y400 Dissertations (Unclassified)
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/16189
Thesis identifier: 201761637
Designation: Mestrado em Gestão de Recursos Humanos e Consultadoria Organizacional
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação Final.pdf1.25 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.