Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/16046
acessibilidade
Title: Team improvised adaptation: team performance in contexts of uncertainty and time scarcity
Authors: Abrantes, António da Cunha Meneses Martins
Orientador: Passos, Ana Margarida
Cunha, Miguel Pina e
Keywords: Team improvisation
Team adaptation
Teams
Team learning
Gestão
Recursos humanos
Comportamento organizacional
Adaptação
Aprendizagem
Equipa de trabalho
Issue Date: 20-Mar-2018
Citation: ABRANTES, António da Cunha Meneses Martins - Team improvised adaptation: team performance in contexts of uncertainty and time scarcity [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/16045>.
Abstract: The main goal of this thesis is to propose, validate, and analyse the team improvised adaptation construct. It comprises one theoretical study and four empirical studies. Team improvised adaptation is the process of team adaptation when design and execution merge. Study 1 deconstructs and recombines team adaptation and team improvisation, proposing the team constructs of purposive improvisation, improvised adaptation and preemptive adaptation. Study 2 validates team improvised- and preemptive adaptation, revealing the moderation role of team learning behaviours on the mediation of improvised adaptation between shared temporal cognitions and team performance. Study 3 suggests that in-action and transitional reflexivity moderate the relationship between shared mental models similarity and improvised adaptive performance, and that transitional reflexivity moderates the relationship between shared mental models similarity and improvised adaptation learning. Study 4 uncovers the mediation effect of team improvised adaptation between future-orientation elevation and team performance. The findings also show that futureorientation diversity has a positive impact on team improvised adaptation learning. However, future-orientation elevation and future-orientation diversity have negative impacts on improvised adaptation learning and team performance, respectively. Finally, study 5 takes an inductive approach revealing two tensions of team improvised adaptation: a deployment tension between routine inertia and improvisation pressures, and a development tension between the need to plan and the need to act immediately. The resolution of these tensions unravels a process that ultimately leads to team learning outcomes. The thesis contributes to the understanding of teamwork, in particular when teams have to adapt to unexpected circumstances under conditions of extreme time scarcity.
O objetivo principal desta tese é propor, validar e analisar o construto de adaptação improvisada em equipa. Compreende um estudo teórico e quatro estudos empíricos. A adaptação improvisada em equipa é o processo de adaptação da equipa quando o plano e a execução são simultâneos. O estudo 1 desconstrói e recombina a adaptação e a improvisação em equipa, propondo os construtos de improvisação premeditada, adaptação improvisada e adaptação preparada. O estudo 2 valida a adaptação improvisada e a preparada, revelando o papel de moderação dos comportamentos de aprendizagem em equipa, na mediação da adaptação improvisada entre as cognições temporais partilhadas e o desempenho da equipa. O estudo 3 sugere que as reflexividades em ação e transicional moderam a relação entre a semelhança dos modelos mentais partilhados e o desempenho adaptativo improvisado, e que a reflexividade transicional modera a relação entre a semelhança dos modelos mentais partilhados e a aprendizagem de adaptação improvisada. O estudo 4 expõe o efeito de mediação da adaptação improvisada em equipa entre a orientação futura da equipa e o seu desempenho. Os resultados também revelam que a diversidade na orientação futura da equipa tem um impacto positivo na aprendizagem de adaptação improvisada. No entanto, o construto de orientação para o futuro, composto para o nível da equipa através da elevação e através da diversidade, têm impactos negativos na aprendizagem de adaptação improvisada e no desempenho da equipa, respetivamente. Finalmente, o estudo 5 faz uma abordagem indutiva que revela duas tensões de adaptação improvisada em equipa: uma tensão inicial entre a inércia de rotina e as pressões de improvisação, e uma tensão de desenvolvimento entre a necessidade de planear e a necessidade de agir imediatamente. A resolução destas tensões despoleta um processo que, em última análise, leva à aprendizagem em equipa. Esta tese contribui para a compreensão do trabalho em equipa, em particular quando as equipas precisam de se adaptar a circunstâncias inesperadas em condições extremas de escassez de tempo.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/16046
Thesis identifier: 101550294
ISBN: 978-989-781-096-1
Designation: Doutoramento em Gestão
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
antonio_martins_abrantes_tese_doutoramento.pdf3.06 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.