Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/15807
acessibilidade
Title: What are the best policies to reduce public debt?: a comparative analysis of four case studies
Authors: Dias, Ricardo Manuel de Abreu
Orientador: Costa, Ana Cristina Narciso Fernandes
Marques, Paulo
Keywords: Public debt
Fiscal consolidation
Structural reforms
Counter-cyclical policies
Política económica
Crise financeira - 2008
Dívida pública
Controlo orçamental
Ajustamento estrutural
Ciclo económico
Alemanha
Irlanda
Portugal
Suécia
Issue Date: 12-Dec-2017
Citation: DIAS, Ricardo Manuel de Abreu - What are the best policies to reduce public debt?: a comparative analysis of four case studies [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/15807>.
Abstract: The financial crisis of 2008 constituted an asymmetrical external shock of tremendous proportions that gravely affected the Eurozone. In the face of a deep recession, the coordinated introduction of expansionist monetary and fiscal policies became imperative. However, the resulting extraordinary increase in public debt raised the alarm about a generalized sovereign debt crisis. Firstly, this thesis aims to assess in what extent and under what conditions have policies succeeded in guaranteeing a sustainable public debt trajectory. In addition, is discussed the relevance of complementary dimensions such as the structural reforms, the role of the counter-cyclical policies and potential impacts that size and composition have on successful adjustments. A comparative analysis of four case studies - Germany, Ireland, Portugal and Sweden - is conducted to evaluate the significance of each dimension in their respective public debt trajectories between 2000 and 2016. We find that, for this group of countries, the most determinant condition for a successful debt stabilization is a favourable growth dynamic followed by the Eurozone's membership. Furthermore, we find that the impacts of welfare state and labour market structural reforms on debt stabilization are quite limited. As for countercyclical policies, the adequate approach should comprise consolidations during a boom and expansions during a recession. Although, in the current context of the Eurozone the latter is substantially restricted. Finally, aspects related with the size and composition does not affect the outcome of adjustments directly but only indirectly through changes in economic growth.
A crise financeira de 2008 constituiu um choque assimétrico de grandes dimensões que afetou severamente a Zona Euro. Perante uma recessão profunda, a introdução coordenada de políticas monetárias e fiscais expansionistas tornou-se indispensável. Contudo, a escalada de dívida pública que daí adveio fez crescer o receio de uma crise soberana generalizada. O principal objetivo desta Tese passa por avaliar em que extensão e sob que condições houve políticas bem-sucedidas na estabilização da dívida. Para além disso, é discutida a relevância de dimensões complementares como é o caso das reformas estruturais, o papel das políticas anti cíclicas e o potencial impacto da dimensão e composição no sucesso dos ajustamentos. Nesse sentido, é desenvolvida uma análise comparativa entre quatro casos de estudo - Alemanha, Irlanda, Portugal e Suécia - para avaliar a importância que cada dimensão teve nas respetivas trajetórias de dívida entre 2000 e 2016. Para este grupo de países concluímos que a condição mais determinante para uma estabilização bem-sucedida é uma dinâmica de crescimento favorável, seguida da afiliação na Zona Euro. Por outro lado, os impactos resultantes das reformas do estado social e do mercado de trabalho parecem ter sido bastante limitados. Em relação às políticas anti cíclicas, as políticas de consolidação devem ser aplicadas nos períodos de crescimento e as expansionistas nos períodos de recessão. No entanto, esta última opção encontra-se amplamente restringida no contexto atual da Zona Euro. Por fim, a dimensão e composição parece não ter influência direta no resulto dos ajustamentos, mas somente indireta por provocar alterações no crescimento económico.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/15807
Thesis identifier: 201791439
Designation: Mestrado em Economia
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
ricardo_abreu_dias_diss_mestrado.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.