Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/15026
acessibilidade
Title: Relações entre educadores e crianças ciganas em contexto escolar
Authors: Costa, Raquel Camila Borges
Orientador: Seabra, Teresa
Keywords: Educação
Relação professor-aluno
Discriminação étnica
Criança
Crianças ciganas
Escola
Gypsies children’s
Discrimination
Education
School
Issue Date: 2017
Citation: COSTA, Raquel Camila Borges - Relações entre educadores e crianças ciganas em contexto escolar [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/15026>.
Abstract: Podemos encontrar comunidades ciganas espalhadas pelas aldeias, vilas e cidades ao longo de todo o país. Estas comunidades estão repletas de crianças que desde cedo acompanham os seus familiares nas tradições e costumes da etnia cigana. O objetivo desta dissertação é perceber se as crianças ciganas são discriminadas negativamente pelos educadores e sendo, de que forma o são numa instituição que deve servir em igual paridade todas as comunidades que acolhe. Para responder a todas estas questões, a minha recolha de dados centrou-se em três métodos: numa primeira fase, a observação flutuante, numa segunda fase, a observação apoiada em grelha e os focus group. De acordo com os dados recolhidos é possível afirmar existirem ténues indícios de um comportamento diferenciado em prejuízo das crianças ciganas, por parte dos professores, contudo estes elementos não são suficientemente fortes para podermos afirmar existir uma discriminação negativa. Quanto aos funcionários, estes apresentam evidências claras de um comportamento diferenciado pela negativa para com as crianças ciganas. Entre outros comportamentos, apresentam interações pouco interventivas para protegerem as crianças ciganas, o contrário se passa relativamente às crianças não-ciganas
We can find gypsy communities scattered throughout villages, towns and cities all over the country. These communities are full of children who accompany their families early in the traditions and customs of the gypsy ethnic group. The aim of this dissertation is to understand if gypsy children are discriminated negatively by their educators and, in what way, they are in an institution that should serve in equal parity all the communities it hosts. To answer all of these questions, my data collection focused on three methods: first, the floating observation, and in a second phase the grid-supported observation and focus group. According to the data collected it is possible to affirm that there are tenuous indications of a different behavior to the detriment of gypsy children by teachers. However, these elements are not strong enough to be able to affirm that there is a negative discrimination. As for school officials, they present one clear evidence of a behavior differentiated by the negative towards the gypsy children. Among other behaviors, they present little intervention interactions to protect gypsy children, the opposite is true for non-gypsy children.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/15026
Thesis identifier: 201762676
Designation: Mestrado em Educação e Sociedade
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Raquel Costa- Relações entre educadores e crianças ciganas e.pdf629.38 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.