Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/14798
acessibilidade
Title: Perceção dos profissionais de intervenção precoce na infância acerca das práticas ideais no contexto português: modelo colaborativo ou especialista?
Authors: Ferreira, Ana Raquel Pires
Orientador: Boavida, Tânia
Keywords: Infância
Intervenção precoce
Cooperação
Especialização
Prática profissional
Técnicas de intervenção
Portugal
Early childhood intervention
Professionals’ perception
Ideal practices
Intervention models
Issue Date: 20-Nov-2017
Citation: FERREIRA, Ana Raquel Pires - Perceção dos profissionais de intervenção precoce na infância acerca das práticas ideais no contexto português : modelo colaborativo ou especialista? [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2017. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/14798>.
Abstract: O presente estudo tem como objetivo analisar a perceção dos profissionais de Intervenção Precoce na Infância (IPI) acerca das práticas ideais, se estas práticas refletem um modelo de trabalho colaborativo ou especialista, assim como se a sua perceção, com base no modelo de trabalho colaborativo ou especialista, difere de acordo com o grupo profissional a que pertencem. Desta forma, foram inquiridos 599 profissionais de IPI sobre qual a melhor forma de resolver sete dilemas baseados em situações frequentes com que se deparam no seu dia-adia. Foi realizada de uma análise de conteúdo, tendo sido definidas categorias e subcategorias divididas em quatro dimensões, nomeadamente: Avaliação, composta por três categorias e 13 subcategorias; Planeamento da Intervenção, composta por três categorias e seis subcategorias; Intervenção com nove categorias e 23 subcategorias, e Irrelevante. Os resultados sugerem que a perceção dos profissionais de IPI relativamente às práticas ideais nesta área ainda estão longe das práticas, nacional e internacionalmente, reconhecidas como tal, que os profissionais de IPI ainda atuam, essencialmente, no modelo de trabalho especialista e que a perceção destes, com base no modelo de trabalho colaborativo ou especialista, não varia de acordo com o grupo profissional a que pertencem.
The present study aims to analyze the perception of Early Childhood Intervention professionals about the ideal practices, if these practices reflect a collaborative or specialist working model, as well as if the perception, based in a collaborative or specialist working model, differs concerning the professional groups they belong to. To do this, 599 ECI professionals were inquired on the best way of solving seven different dilemmas based in frequent situations they face on a daily basis. A content analysis was performed, having defined categories and subcategories divided into four dimensions, namely: Assessment, composed of three categories and 13 subcategories; Intervention Planning, consisting of three categories and six subcategories; Intervention with nine categories and 23 subcategories, and Irrelevant. The results suggest that the perception of the ECI professionals relatively to the ideal practices in this area is still far from the practices national and internationally recognized as such, that the ECI professionals act accordingly to the specialist working model and that the perception of these professionals, based in the both working models, do not differs concerning the professional group they belong to.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/14798
Thesis identifier: 201762870
Designation: Mestrado em Psicologia Comunitária, Proteção de Crianças e Jovens em Risco
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
2017_ECSH_DPSO_Dissertacao_Ana_Raquel_Pires_Ferreira.pdf980.82 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.