Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1458
acessibilidade
Title: Antecedentes e Consequentes da Identificação Organizacional e da Identificação Profissional: Uma aplicação à Casa de Saúde da Idanha
Authors: Rodrigues, Mariana Paula Álvares Bordalo
Orientador: Nunes, Francisco Guilherme Serranito
Keywords: Identificação Organizacional
Identificação Profissional
Comportamentos de Ligação ao Utente
Comportamentos de Cooperação
Organizational Identification
Professional Identification
Customer-linkage behaviours
Cooperation behaviours
Issue Date: 2008
Citation: RODRIGUES, Mariana Paula Álvares Bordalo – Antecedentes e consequentes da identificação organizacional e da identificação profissional: uma aplicação à Casa de Saúde da Idanha [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2008. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1458>.
Abstract: As Organizações de Saúde constituem uma das mais importantes organizações humanas, face aos objectivos que possuem no domínio da prevenção, da promoção e da reabilitação do estado de saúde das comunidades. Naturalmente, para poderem funcionar e corresponder à exigência crescente, por parte de consumidores cada vez mais informados, sobre os cuidados de saúde e consequentemente sobre uma prestação de serviços eficazes e eficientes que vá ao encontro das suas reais necessidades, necessitam da competência e dedicação pessoal dos seus colaboradores. Estes colaboradores, para além da identidade inerente à sua profissão, trabalham numa organização dotada de uma identidade própria, tornando-se por isso essencial reconhecerem qual a sua orientação e quais os valores que a inspiram. Consequentemente, importa à organização partilhar os aspectos relacionados com a sua identidade, criando condições que permitam ao profissional estar satisfeito e identificar-se com a organização e com as funções que nela desempenha, mas que proporcionem também o suporte para que o colaborador vingue nos serviços que presta aos utentes e na forma como trabalha em conjunto com os demais colegas para um esforço comum. Com base numa amostra de 208 colaboradores de uma Instituição Particular de Solidariedade Social, o presente estudo testa um modelo que procura analisar a influência da missão organizacional, da força da identidade organizacional, dos valores organizacionais e da virtuosidade organizacional na identificação organizacional e na identificação profissional, e como estas, se podem constituir como antecedentes dos comportamentos de ligação ao utente e dos comportamentos de cooperação. Os resultados obtidos mostram que, em conjunto, a missão organizacional, a força da identidade organizacional, os valores organizacionais e a virtuosidade organizacional explicam, de forma significativa, 43,6% da variância da identificação organizacional e 22,4% da identificação profissional. A identificação organizacional e profissional explicam 35,2% da variância dos comportamentos de ligação ao utente e 31,2% dos comportamentos de cooperação.
Health Organizations are one of the most important human organizations, in terms of the goals they have in the areas of prevention, promotion and rehabilitation of the state of health of their communities. Naturally, in order to be able to work and meet the growing demand of increasingly informed consumers about healthcare and, consequently, about the rendering of efficient and effective services that will meet their real needs, health organizations are in need of the competence and personal dedication of their workers. Besides the identity inherent to their job, these workers work in an organization with its own identity, and it is therefore essential that they recognize what its orientation is and which values inspire it. Consequently, it is important that the organization is able to share those aspects related to its identity, by creating the conditions that will allow any professional to feel satisfied and identify with the organization and with the tasks s/he performs within it, but which will also provide a support so that the worker may be able to thrive in the services s/he is rendering to the customers and in the way s/he works together with the other co-workers towards a common goal. Based on a sample which included 208 people working at a private Social Solidarity Institution, this study tests a model that tries to analyze the influence of the organizational mission, of the strength of the organizational identity, of the organizational values and of the organizational virtuosity both in the organizational identification and in the professional identification, and how these may be predecessors of both customer-linkage behaviours and cooperation behaviours. The results obtained show that, altogether, the organizational mission, the strength of the organizational identity, the organizational values and the organizational virtuosity explain, in a rather significant manner, 43,6% of the variation of organizational identification and 22,4% of professional identification. Both organizational and professional identification account for 35,2% of the variation in customer-linkage behaviours and 31,2% of cooperation behaviours.
URI: http://hdl.handle.net/10071/1458
Designation: Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese_final.pdf739.68 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.