Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/13891
acessibilidade
Title: Os nossos sonhos não cabem nas vossas urnas: um laboratório de experimentação artivista
Authors: Mourão, Rui
Keywords: Performance ativista
Ativismo cultural
Artivismo
Afeção
Issue Date: 30-Jun-2017
Publisher: DINÂMIA'CET-IUL
Abstract: Existe um dominante enquadramento da arte que limita o seu impacto social com base em critérios definidos e reproduzidos pelas elites culturais. As performances artivistas podem subverter essas relações de poder uma vez que incorporam a dissensão simbólica de forma interventiva no real. Possuem um potencial transformador — individual e coletivo — que alia a estética a uma ética e aproxima a arte à sociedade. Dentro dessa lógica, numa rotura de limites disciplinares entre arte, política e antropologia, desenvolvi a troika artivista OS NOSSOS SONHOS NÃO CABEM NAS VOSSAS URNAS, constituída por livro (Ensaio de Artivismo - Vídeo e Performance) + videoinstalação (exposta no MNAC - Museu do Chiado) + performance em 3 Actos (que começou com a ocupação artivista do MNAC - Museu do Chiado e se expandiu ao MNAA e ao Palácio Nacional da Ajuda, sede do poder público da Cultura em Portugal). O artigo apresenta a perspetiva autoral de todo um laboratório artístico e político onde se criaram formas artísticas que permitiram obter uma voz na esfera pública, constituindo os seus participantes em atores políticos de contestação ao status quo. Ao longo do texto revela-se como foi vivida a experiência in loco, demonstrando-se como a arte pode empoderar as pessoas e como o corpo é o medium mais democrático e universal para o executar. Após um profundo processo de questionamento do sistema das artes chega-se inevitavelmente a um questionamento do próprio lugar do artista na sociedade contemporânea.
There is a dominant framework of art that limits its social impact based on criteria defined and reproduced by cultural elites. Artivist performances can subvert these power relations since they incorporate symbolic dissolution in an intervening way in the real. They have a transforming potential - individual and collective - that combines aesthetics with ethics and brings art closer to society. Within this logic, in a rupture of disciplinary limits between art, politics and anthropology, I developed the artivista troika. OUR DREAMS DO NOT FALL IN YOUR URNAS, consisting of book (Artivismo - Video and Performance) + video installation (exhibited at MNAC - Museu do Chiado) + performance in 3 Acts (which began with the Artivist occupation of the MNAC - Chiado Museum and expanded to the MNAA and Ajuda National Palace, headquarters of the public power of Culture in Portugal). The article presents the author's perspective of an entire artistic and political laboratory where artistic forms were created that allowed to obtain a voice in the public sphere, constituting its participants in political actors of contestation to the status quo. Throughout the text it is revealed how experience was lived in loco, demonstrating how art can empower people and how the body is the most democratic and universal medium to execute it. After a deep process of questioning of the art system, we inevitably come to question the artist's own place in contemporary society.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/13891
DOI: 10.15847/citiescommunitiesterritories.jun2017.034.art05
ISSN: 2182-3030
Appears in Collections:DINÂMIA'CET-RI - Artigo em revista científica internacional com arbitragem científica

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
7. MOURAO_Os Nossos Sonhos Não Cabem Nas Vossas Urnas _VF.pdf362.02 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.