Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1364
acessibilidade
Title: Políticas de formação e valorização de recursos humanos como estratégia de desenvolvimento em Angola
Authors: Alain, Massoussa Tonha
Orientador: Milando, João
Keywords: Desenvolvimento
Conhecimento
Homem
Trabalho
Angola
Empowerment
Knowledge
Human Being
Work
Angola
Issue Date: 2007
Citation: ALAIN, Massoussa Tonha - Políticas de formação e valorização de recursos humanos como estratégia de desenvolvimento em Angola [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2007. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1364>.
Abstract: Sob o título de “Políticas de Formação e Valorização de Recursos Humanos como Estratégia de Desenvolvimento em Angola” fazem-se presentes à mente, primeiro, para tarefa de Análise Teórica, um conjunto selecto de conceitos da Sociologia de Desenvolvimento, segundo, e para tarefa de Análise Empírica, dados da República de Angola, a levantar criteriosamente e a tentar explicar, e, terceiro, para, Tarefa de Síntese, no mínimo, uma articulação mais profunda dos conceitos teóricos com os dados empíricos explicados. Uma análise compreensiva pode ser o método frutífero, com que se procederia, por um lado, à identificação isolante de aspectos (tanto especulativos como ocorrenciais) do tema, e, por outro lado, à reintegração organizada, sistémica e unitária de densidades inteligíveis dos mesmos aspectos, num todo lógico, assim destacados: O termo «Desenvolvimento» é o núcleo giratório, cuja preponderância lógica enquadra as duas outras expressões, tais que «Angola» e «Formação e Valorização de Recursos Humanos». Um esforço analíco-compreensivo sobre os significados de Transformação Qualitativa de Realidades, de país africano descolonizado em 1975, e de Conjunto de Processos para Maior Capacitação do Homem, a associar, respectivamente, o Desenvolvimento, Angola e Formação, deixa apreender esta interacção relacionante destes três elementos do enunciado: (Angola, entidade ontológica), pode escolher engajar uma (relação instrumental) com o (conjunto de processos para maior capacitação do homem), elemento funcional, para incrementar o «Desenvolvimento», ou seja, a sua transformação qualitativa de realidades, elemento teleológico e mobilizador. Esta relacionação interactiva é via para se retratar a realidade angolana, como um “PVD”, cuja acção desenvolvimentista conhece Resiliência Pós-colonial (MILANDO, 2007). Sobressai do Desenvolvimento a premência da Valorização do Homem pela sua Formação, capacitando-o a ser o elemento inteligente e coordenador duma engrenagem expressa nesta espécie de tetragrama: HOMEM – CONHECIMENTO – TRABALHO – DESENVOLVIMENTO
The titling set “Politics for the Human Resources’ Formation and Valorisation as an Empowerment’s Strategy in Angola” uses to turn our mind on three challenges, first, on a Theoretical module, approaching some selected concepts of the Development’s Sociology, second, on an Empiric module, approaching some Angolan data, and on Synthesizing module, on trying to grow deeper the intelligence over empiric data and theoretical concepts brought out. A Comprehensive Analysis may be the one of methods to help us to come as well as good over the three challenges imposed by the study of the enunciated theme. In fact, when the Analysis identifies and isolates elements, the Comprehension binds it back systemically as a logic unity. Therefore, in separating first for logically joining back elements, we could understand the theme, formatting it in three semantic sets, Empowerment, meaning «Qualitative Changing of the Reality», Angola, meaning «an African Country decolonised / 1975» and the Human Resources’ Formation and Valorisation, meaning «an Human Enabling Processes». Putting now together all this three elements, in the other words, binding logically, by the Comprehensive way, the semantics sets of our theme, something essential: Angola, an ontological entity, engages the Human Resources’ Formation and Valorisation, an instrumental element, through the Empowerment or Development, a teleological element. This interactive and operative level of the three segments of the theme forms also a good editing line of notes about the specific development stage of Angola, even taking in account how the Angolan Human Resources’ Formation and Valorisation is inputted in: It comes out that Angola use to be classified as a “PVD” and in targeting the Empowerment’ stages a “Resiliência Pós-Colonial” (MILANDO, 2007), meaning a “pos-colonial specific resistances” play their inertias in the process. It seems to be underlined the importance of the Human Resources’ Formation and Valorisation as perhaps the only useful way to make Human being able to move to the Development in playing his role into an empowerment’s gearing summarized, of cause, with this tetragrama, we mean this four words, below. HUMAN BEING – KNOWLEDGE – WORK – EMPOWERMENT
URI: http://hdl.handle.net/10071/1364
Designation: Mestrado em Estudos Africanos
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
TESE FINAL.pdf423.78 kBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.