Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/13634
acessibilidade
Title: Does contagion really matter: real role of Greece in the sovereign bond crisis
Authors: Zongyuan Li
Orientador: Barbosa, António Manuel Rodrigues Guerra
Keywords: Value at risk
Sovereign bond crisis
Contagion
Volatility spillover
Finanças internacionais
Crise financeira
Mercado financeiro
Dívida
Análise de risco
Modelos de avaliação
Grécia
União Europeia
Issue Date: 5-Oct-2015
Citation: ZONGYUAN Li - Does contagion really matter: real role of Greece in the sovereign bond crisis [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2015. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/13634>.
Abstract: The main purpose of this article is to identify the existence and extent of the influences of the Greek sovereign bond market on other European Economic and Monetary Union (EMU) countries' sovereign bond markets during the Sovereign Bond Crisis. First, we analyze the dynamic correlation coefficients between the percentage changes of the tail risks of Greek 5 year sovereign bonds and the 5 year sovereign bonds of other three EMU countries (Italy, Spain and France) using the Dynamic Conditional Correlation (DCC) model. We find volatility spillover exists between Greece and other EMU countries, but the overall correlation coefficients decrease, with the increasing tail risks of Greek sovereign bonds. Second, we distinguish between interdependence and shift contagion, and find that there were statistically significant shift contagions in all of the EMU sovereign bonds on the day after the Greek credit events, even after excluding the effects of interdependence, between 2006 and 2011. However, we also find that the statistically significant shift contagions in the short term disappeared during the Sovereign Bond Crisis, especially in stable countries (Austria, Belgium, France, Germany and Netherlands).
Este trabalho tem por objectivo identificar a eventual existência e a magnitude da influência do mercado de dívida pública Grega nos mercados de dívida pública de outros países da União Económica e Monetária (UEM) durante o período da Crise das Dívidas Soberanas. Em primeiro lugar, foram analisados os coeficientes de correlação dínamica entre as variações dos riscos de cauda das obrigações a 5 anos Gregas e as obrigações a 5 anos de outros três países da UEM (Itália, Espanha e França) usando o modelo Dynamic Conditional Correlation (DCC). Os resultados indicam a existência de um efeito de contágio nas correlações, embora as correlações tendam a diminuir, quando o risco de cauda das obrigações Gregas aumenta. Em segundo lugar, tentou-se distinguir entre interdependência e contágio entre as obrigações Gregas e as obrigações de outros países da UEM. Os resultados apontam para a existência de contágio nas obrigações de todos os países da UEM no dia seguinte à ocorrência de um evento de crédito nas obrigações Gregas, mesmo após a exclusão de efeitos de interdependência entre os mercados. No entanto, este efeito de contágio tendeu a desaparecer durante o período da Crisa das Dívidas Soberanas, especialmente para os países mais estáveis (Áustria, Bélgica, França, Alemanha e Holanda).
Description: JEL Classification: C52, F30, G15
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/13634
Designation: Mestrado em Finanças
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertation, Zongyuan Li.pdf1.77 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.