Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1359
acessibilidade
Title: Classes sociais e voto partidário nos Distritos de Lisboa e de Setúbal
Authors: Godoy, Nilton Serras Lopes Caparelli de
Orientador: Machado, Fernando Luís
Keywords: Classe social
Partidos políticos
Comportamento eleitoral
Política de classe
Social class
Political parties
Electoral behaviour
Class politics
Issue Date: 2008
Citation: GODOY, Nilton Serras Lopes Caparelli de - Classes sociais e voto partidário nos Distritos de Lisboa e de Setúbal [Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2008. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1359>.
Abstract: Neste trabalho pretende-se analisar a actualidade das classes sociais na explicação do voto partidário. Estuda-se a pertinência do modelo sociológico de comportamento eleitoral e a importância do volume e da estrutura do capital, conceitos retirados dos contributos de Bourdieu, para o comportamento eleitoral em eleições legislativas. A discussão teórica centraliza-se, principalmente, em torno dos contributos de Wright, Bourdieu, de Inglehart e de teorizações mais específicas sobre o comportamento eleitoral. Para alcançar tal objectivo, compararam-se as configurações da estrutura de classes nos concelhos dos Distritos de Lisboa e de Setúbal, nomeadamente a classe social, a estrutura de propriedade, a relação entre proprietários e não-proprietários, qualificados e não qualificados, outras relações, e a respectiva distribuição do voto partidário. Recorrendo à tipologia de classes Almeida, Costa, Machado (ACM), conclui-se que os Empresários, Dirigentes e os Profissionais Liberais, e os Empregados Executantes (ou seja, empregados administrativos, entre outros) parecem constituir padrões de voto relativamente estáveis com orientações partidárias distintas, estando-se possivelmente perante uma política de classes. Os quadros intelectuais e científicos e os técnicos intermédios, os Trabalhadores Independentes e os Agricultores Independentes parecem apresentar uma relativa independência em relação ao voto. O Operariado apresenta um padrão de voto complexo, sendo que diversos factores contribuem para tal. Os Assalariados Agrícolas não têm peso estatístico significativo para se inferirem eventuais conclusões. Destaca-se, então, a centralidade dos empregados do sector terciário na política de classe, sector em expansão contínua nas nossas sociedades, tal como a centralidade da relação Capital – Trabalho no comportamento eleitoral.
We intend to analyse the actuality of the Social Classes in the understanding of the party voting. We study the pertinence of the sociological model of electoral behaviour and the importance of the volume and structure of capitals, concepts taken from the contributions of Bourdieu, to the electorial behaviour in legislative elections. The theoretical discussion is mainly centralized around the contributions of Wright, Bourdieu, Inglehardt and of more specific theorizations about electoral behaviour. To reach that goal, we compare the configurations of the Classes Structure in the municipalities of the districts of Lisbon and Setubal, chiefly the social class, the structure of the property, the relationship between the owners and non-owners, qualified and not qualified, other relationships, and the respective distribution of the party votation. Looking at the António, Costa, Machado (ACM) Class Structure pattern, we conclude that entrepreneurs, directors and independent qualified workers and the less qualified employees of the tertiary sector have relatively stable patterns of voting with defined party orientations, probably a class policy. The intelectual and scientific workers and the intermediate technicians, the independent workers and the independent farmers are relatively independent concerning voting. The labourers present a complex vote pattern and several factors contribute to it. People working in the agriculture and living from a salary have no statistical relevance to infer eventual conclusions. What is relevant is the centrality in the class policy of the less qualified employees of the tertiary sector and the centrality of the relationship Capital-Work in the electoral behaviour.
URI: http://hdl.handle.net/10071/1359
Designation: Mestrado em Sociologia
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese.pdf294.05 kBAdobe PDFView/Open
Capa, Subcapa.pdf22.27 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.