Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/12484
acessibilidade
Title: Myth buster: the relationship of ageing and technology acceptance and its impact in communication satisfaction and performance
Authors: Tavares, Ana Filipa Lopes
Orientador: Ramos, Sara
Nunes, Francisco
Keywords: Gestão de recursos humanos
Novas tecnologias
Envelhecimento
Adaptabilidade do trabalhador
Comunicação organizacional
Organização do trabalho
Performance
Technology acceptance
Work design
Internal communication
Aceitação de tecnologia
Work design
Desempenho
Comunicação interna
Issue Date: 2015
Citation: TAVARES, Ana Filipa Lopes - Myth buster: the relationship of ageing and technology acceptance and its impact in communication satisfaction and performance [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2015. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/12484>.
Abstract: New technologies applied to the workplace and an ageing population are a growing reality. These two topics combined bring a new challenge to the academic and business world. There is academic focus on these two topics, but not in combination with other variables such as internal communication, performance, role identity (personal identification with new technologies in this particular research), and job characteristics. By combining technology with the topic of employees’ age, as well as with other variables, organizations may start to better adapt their practices and policies taking into account their employees and their needs in combination with the business world. This study aims to test a preliminary model of these variables, through a web-based survey to a sample of the Portuguese employed population. It is found that the stereotype of new technology’s rejection by older employees is not verified in this sample, so age, measured in more than one way, does not negatively affect technology acceptance. There is also a unisex pattern of technology acceptance among younger workers. In line with the first discovery is that employees with higher technology acceptance also have a higher self-perceived performance, meaning that organizations can adapt their policies in the light of this new discovery. Finally, employees who are more technology accepting are also more satisfied with their organizations’ internal communication, and following what is already studied academically, organizations can adapt their media channels in regards of age. This study also brings new light for future academic research with some interesting insights which might require further study.
Novas tecnologias aplicadas ao local de trabalho são uma realidade cada vez maior. Tal como o envelhecimento da população. Em conjunto, estes tópicos trazem um novo desafio aos mundos académico e de negócio. Já existe foco académico nestes dois tópicos, mas não em combinação com outras variáveis, como a comunicação interna, o desempenho, a identidade de papel (identificação com tecnologias neste estudo específico), e características do trabalho. Esta pesquisa tem como objetivo testar um modelo preliminar envolvendo estas, através de um questionário online a uma amostra da população portuguesa empregada. Ao combinar o tópico de tecnologia com o tópico da idade dos trabalhadores, bem como com outras variáveis, as organizações podem adaptar melhor as suas práticas e políticas tendo em conta as características dos seus trabalhadores, e as suas necessidades em combinação com as exigências do negócio. Foi encontrado que o estereótipo da rejeição de tecnologia por parte de trabalhadores mais velhos não se verificou nesta amostra, sendo assim a idade, medida de diversas formas, não afeta negativamente a aceitação da tecnologia. Foi encontrado também um padrão unisexo de aceitação da tecnologia entre os trabalhadores mais jovens. Em linha com a primeira descoberta está que os trabalhadores com maior aceitação de tecnologia também demonstram um desempenho auto-avaliado mais elevado, o que significa que as empresas podem adaptar as suas políticas no sentido de otimizar o desempenho. Finalmente, os trabalhadores que mais aceitam tecnologia tendem a estar mais satisfeitos com a comunicação interna das suas organizações, pelo, seguindo o que já foi estudado academicamente, as organizações podem adaptar os seus canais internos em relação à idade dos trabalhadores. Este estudo traz também nova luz para futuras pesquisas académicas nets área temática, as quais requerem estudos posteriores.
Description: JEL Classification System: M12 - Personnel Management; M54 - Labour Management
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/12484
Designation: Mestrado em Gestão de Empresas
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Thesis_Final_print.pdf2.92 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.