Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/12461
Full metadata record
acessibilidade
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAntónio, Nelson José dos Santos-
dc.contributor.authorNobre, Daniel Parreira-
dc.date.accessioned2017-02-21T12:46:23Z-
dc.date.available2017-02-21T12:46:23Z-
dc.date.issued2016-
dc.date.submitted2016-06-
dc.identifier.citationNOBRE, Daniel Parreira - Ferramentas estratégicas em uso: uma investigação prática às empresas em Portugal [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2016. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/12461>.pt-PT
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10071/12461-
dc.descriptionJEL Classification System: M10 e M19por
dc.description.abstractNum mundo marcado pela globalização e pela evolução tecnológica, a estratégia assume um desafio para as empresas como forma de estas sobreviverem numa envolvente mais competitiva e imprevisível. Surgem, assim, no âmbito da gestão estratégica, as ferramentas estratégicas racionalizando a tomada de decisões em contextos de incerteza. Atualmente, existem inúmeras ferramentas estratégicas presentes na literatura provenientes de diversas disciplinas em constante desenvolvimento, contudo verifica-se uma falta de conhecimento da sua aplicação na prática. Esta dissertação, como principal objetivo, pretende identificar e descrever as ferramentas estratégicas mais utilizadas nas empresas em Portugal. Foi adotada a metodologia de investigação quantitativa, recorrendo ao questionário como método de recolha de dados. Recolheram-se 78 questionários de empresas de diversos setores e tamanhos presentes em Portugal, recorrendo-se à estatística descritiva como método de análise de dados. Os resultados obtidos revelam o uso em média de quatro (4,37) ferramentas estratégicas nas empresas em Portugal, com um destaque para a análise SWOT, brainstorming e benchmarking como as ferramentas mais populares. Constatou-se a importância das escolas de gestão na divulgação das ferramentas, embora estas na prática não sejam utilizadas de modo fiel à teoria. O principal motivo de uso das ferramentas estratégicas é clarificar a estratégia, defendendo os seus utilizadores a existência de uma relação positiva com o desempenho da empresa. Em suma, não se verificaram diferenças significativas no uso prático das ferramentas estratégicas comparativamente com os estudos realizados em diversos países presentes na literatura, e em especial, no estudo realizado há oito anos em Portugal.por
dc.description.abstractIn a globalised and technologically advanced world, strategy embodies a challenge for companies as a way of survival in a competitive and unpredictable environment. Strategic tools emerge, in this sense, in order to rationalise the decision making process upon uncertain settings. Nowadays, numerous strategic tools are present in the literature, provided by several disciplines in continuous development, however the lack of comprehension in their practical application is apparent. This dissertation attempts to identify and describe the most used strategic tools by companies operating in Portugal. A quantitative method research was adopted based on a questionnaire. It was possible to collect 78 questionnaires, using descriptive statistics to analyse the data, from companies functioning in Portugal, operating in different sectors and with different sizes. In terms of results, we confirmed the use of four (4,37) strategic tools, on average, by companies present in Portugal, emphasizing the SWOT analysis, brainstorming and benchmarking as the most popular tools. Regarding the propagation of strategic tools, we found significance for business school, even though their practical application may not be true to theory. Clarifying strategy is stated as the main reason for strategic tools use, advocating their users the existence of a positive relation between strategic tools use and company’s performance. In conclusion, no significant differences were found in the use of strategic tools between this study and others, from other countries, present in the literature and, specifically, the study developed eight years ago in Portugal.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectGestão de empresaspor
dc.subjectGestão estratégicapor
dc.subjectFerramentas estratégicaspor
dc.subjectTomada de decisãopor
dc.subjectPortugalpor
dc.subjectStrategic managementpor
dc.subjectStrategic toolspor
dc.subjectDecision-makingpor
dc.titleFerramentas estratégicas em uso: uma investigação prática às empresas em Portugalpor
dc.typemasterThesispor
dc.peerreviewedyespor
dc.identifier.tid201214938por
dc.subject.fosDomínio/Área Científica::Ciências Sociaispor
thesis.degree.nameMestrado em Gestãopor
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS EM USO.pdf3.15 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.