Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/11953
acessibilidade
Title: Configurações e dinâmicas da obesidade infantil: um modelo sociológico
Authors: Silva, Sílvia Maria Clemente da
Orientador: Carapinheiro, Graça
Keywords: Obesidade
Sociedade contemporânea
Estilo de vida
Alimentação
Relações sociais
Criança
Família
Childhood obesity
Lifestyles
Social dynamics
Social settings
Family structuring
Socialization
Anomie
Issue Date: 2016
Citation: SILVA, Sílvia Maria Clemente da - Configurações e dinâmicas da obesidade infantil: um modelo sociológico [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2016. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/11953>.
Abstract: A obesidade infantil é uma realidade social marcante nas sociedades contemporâneas. Articula-se com as relações sociais que promovem a individualização e culpabilização das crianças e das famílias, a partir das crenças depositadas no modelo biomédico de que a alimentação e a atividade física constituem os expoentes principais de um paradigma que assenta na consideração da obesidade como “doença”, nas possibilidades de a “curar” e na urgência de lutar contra esta nova “epidemia”. Urge compreender as complexidades sociais inerentes à obesidade e, nomeadamente, à obesidade infantil, hoje predominantemente representadas como importantes problemas sociais. Para tal, foi indispensável proceder à construção de um modelo sociológico que fizesse emergir as configurações e dinâmicas sociais da obesidade infantil envolvidas nas suas causas e consequências. Pelo recurso à triangulação metodológica ficou revelada a importância da atualidade histórica e civilizacional nas interações e papéis sociais, com implicações nos processos de socialização responsáveis pela formação das disposições, formas de pensar e agir das crianças. A família afigura-se como instituição central neste fenómeno, não apenas na reprodução social dos estilos de vida mas, principalmente, pela sua estrutura e dinâmica de relações sociais. Na origem da obesidade infantil estão alterações nas relações sociais estáveis sob a forma de mudanças no quotidiano, transições familiares ou crises biográficas. A autoestima, situação emocional e psicológica, capacidade de resiliência e diferentes modalidades de integração social face a estas alterações condicionam o surgimento da obesidade infantil. A pesquisa realizada permitiu a construção de um modelo sociológico e de um modelo de intervenção social centrados na obesidade infantil, que se considera poderem ser replicados noutros contextos territoriais
Childhood obesity is a remarkable social reality in contemporary societies. It articulates with the social relations that promote individualization and culpability of children and families, from the deposited beliefs in the biomedical model in which nutrition and physical activity are the main exponents of a paradigm based on the consideration of obesity as “disease”, in the possibilities of “cure” it, and in the urgency to fight against this new “epidemic”. There is an urgent need for understanding the social complexities inherent to obesity, namely to childhood obesity, which are nowadays predominantly represented as important social problems. For such, it was essential to proceed to the construction of a sociological model that did emerge the settings and social dynamics of childhood obesity involved in its causes and consequences. By the use of methodological triangulation it was revealed the importance of historical and civilizational present in interactions and social roles, with implications on socialization processes responsible for the formation of provisions, and ways children think and act. The family appears as a central institution in this phenomenon, not only in the social reproduction of lifestyles, but mainly for its structure and dynamics of social relations. In the rise of childhood obesity are transformations in stable social relationships in the form of changes in daily life, family transitions or biographical crisis. Self-esteem, emotional and psychological situation, resilience ability and different forms of social integration in the face of these changes affect the emergence of childhood obesity. This survey allowed the construction of a sociological model and a social intervention model focused on childhood obesity, which it is believed that may be replicated in other territorial contexts.
Description: Doutoramento em Sociologia
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/11953
ISBN: 978-989-732-950-0
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
SÍLVIA_SILVA_TESE.pdf4.21 MBAdobe PDFView/Open    Request a copy


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.