Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/11899
acessibilidade
Title: Oficiais da Guarda Nacional Republicana: uma análise sociológica
Authors: Bessa, Fernando José da Conceição
Orientador: Carreiras, Helena
Ávila, Patrícia
Keywords: GNR - Guarda Nacional Republicana
Sociologia militar
Orientação profissional
Motivação
Origem social
State
Police
Profession
Social classes
Culture
Representations
Motivations
Professional orientations
Work
Issue Date: 2012
Citation: BESSA, Fernando José da Conceição - Oficiais da Guarda Nacional Republicana: uma análise sociológica [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2012. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/11899>.
Abstract: A concretização do presente trabalho de investigação teve como objectivo central a produção de um conjunto de novos conhecimentos teóricos e substantivos sobre os oficiais da Guarda Nacional Republicana (GNR) e sobre os alunos que frequentam as escolas de formação das Forças de Segurança europeias tipo gendarmerie. Procura identificar, sempre em ligação com o trajecto histórico da GNR, as várias modalidades de acesso ao quadro permanente de oficiais para depois se efectuar uma caracterização sociográfica destes mesmos oficiais, para se conhecer a sua origem social, as suas orientações profissionais, as suas ligações ao meio militar e policial, as suas expectativas e as suas representações sobre a instituição e sobre a sua vida para além dos muros dos quartéis. Esta investigação é alargada aos jovens que frequentam os cursos de oficiais na GNR, na Gendarmerie Nationale francesa, na Marechaussee holandesa e na Guardia Civil em relação às mesmas variáveis. Aborda-se o uso da força pelo Estado, a necessidade de criação das Forças de Segurança, o conceito de polícia, discute-se a polícia como profissão ou ocupação, discutem-se as dificuldades que se apresentam ao estudo da polícia e utiliza-se o modelo de Charles Moskos para averiguar as orientações profissionais dos oficiais e dos alunos, bem como a existência de uma cultura diferenciada. A estratégia metodológica definida é de carácter quantitativo com recurso ao inquérito por questionário desenvolvido para aprofundar os conhecimentos sobre os oficiais da GNR e os sobre jovens, futuros oficiais, desta Força de Segurança e das restantes forças europeias tipo gendarmerie que se encontram em formação. Com a realização da presente investigação, verificou-se que o estudo da polícia é muito recente, anos 60 do Séc. XX, que tem esbarrado em vários obstáculos e que em Portugal o seu estudo é ainda mais recente. Sobre os oficiais da GNR concluiu-se que os mesmos acederam ao quadro permanente através de quatro modalidades de acesso distintas. São oriundos de todas as classes sociais, mas existe diferenciação em relação à modalidade de acesso. A maioria dos oficiais não tem familiares ligados às Forças de Segurança e às Forças Armadas e as razões que mais os motivaram a concorrer à GNR são de carácter institucional, bem como as suas orientações profissionais. Consideram-na uma força essencial para a defesa dos direitos dos cidadãos com uma identidade única que deve ser mantida. O que lhe provoca mais satisfação no quotidiano laboral são o desempenho de diferentes funções e a autonomia no desempenho das mesmas. São unânimes em concordar com a participação da GNR em missões internacionais e têm como principais expectativas ascender numa carreira profissional, pertencer a uma instituição secular e socialmente prestigiada e concretizar um sonho. Referem que gostam de aprender coisas novas, de preparar e planear o futuro e que se sentem realizados com o que fazem no dia-a-dia. São cidadãos optimistas, positivos e a sua vida aproxima-se daquilo que realmente desejam não se considerando, em momento algum, uns falhados. Em relação aos alunos das várias Forças de Segurança tipo gendarmerie, verificou-se que a maioria dos que foram admitidos são homens, mas as mulheres já apresentam percentagens que se podem considerar relevantes para a profissão em causa. A família assume-se como um factor influenciador na decisão de concorrer às Forças de Segurança e esta influência é mais importante quando existem familiares militares ou polícias. Apesar de não considerarem as Forças de Segurança uma opção aliciante, discordam que o trabalho no seio das mesmas seja rotineiro e que os filhos dos polícias ou militares sejam os mais aptos para servir nas mesmas. A origem social dos alunos é diferenciada em função do país de origem e o que mais os motivou a concorrer foi a possibilidade de desempenharem uma função para a qual têm vocação, as suas orientações profissionais são de carácter institucional e têm como expectativa ascender numa carreira profissional. Adoram aprender coisas novas, de planear o futuro e estão satisfeitos com a família, com os amigos e com o trabalho, o que lhes permite serem optimistas e positivos. Com o estudo verificou-se que, apesar das diferenças temporais, há mais pontos de convergência do que divergência entre os dois universos em estudo.
and substantive knowledge about the National Republican Guard (GNR) officers and students who attend school training at European security forces such as gendarmerie. It aims to identify, taking into account the history of the GNR, the officers various modalities of access to the permanent staff of officers and afterwards make a sociographic characterization of these same officers, in order to find out their social background, the reasons to aplly for GNR, their professional orientation, their family connections to the military and police, their expectations and their representations about the institution and about their life beyond the walls of the barracks. This research is extended to include young people who attend courses to be officers in the Portuguese National Guard, in the French Gendarmerie, in the Dutch Marechaussee and in the Spanish Guardia Civil for the same variables. We approach the use of force by the state, the need for the creation of security forces, the concept of police, we discuss the police as a profession or occupation. We discuss the difficulties that present themselves to the study of the police and we use Charles Moskos' model to investigate the professional orientations of officers and students as well as the existence of a distinct culture. The strategic methodology adopted is quantitative in nature and uses the questionnaire designed to increase knowledge about GNR officers and the young future officers, of this security force and the other type of European gendarmerie forces being trained. According to the present investigation, the police study is recent (referring to the 60s of the 20th century), has faced various obstacles so far and its study is even more recent in Portugal. Regarding GNR officers, it was concluded they joined the permanent staff through four different modalities of access. Despite belonging to all social classes, the officers diverge in terms of the modalities to access. Most of the officers do not have relatives working in the Security Forces and Armed Forces and the reasons that motivate them to apply for the GNR are institutional as well related with their professional orientation. The GNR is considered an essential force to defend the citizens with a specific identity that must be maintained. Officers are mostly pleased by the different functions they can perform as well as the autonomy they can experiment in their daily work. They unanimously agree with the participation of the GNR in international missions and have as main expectations to grow professionally, to belong to a secular and socially prestigious institution and to make a dream come true. It is referred that these officers like to learn new things, prepare and plan the future and that they feel complete with what they do day after day. They are optimistic citizens, positive and their life is close to what they really want, and is never considered like a failure. Regarding the students of the various Security Forces such as gendarmerie, the majority of the admitted staff were men, however percentage of women can be taken into account. The family is assumed as an influencing factor in the decision of applying to the Security Forces and this influence is even more important when there is military family. Although not considering the Security Forces as an attractive option, students disagree that the job is a routine and that the sons of officers are the most able to serve in the Security Forces. The social origin of the students is different according to the country they came from and what gave them more motivation to serve in the Security Forces was the possibility to play a role they feel naturally appointed for, their professional orientations are based on the institutional reasons and have as a goal to rise in the professional career. They enjoy learning new things, planning the future and are happy with the family, friends and their work, what allow them to be optimistic and positive. The conclusion of this study was that despite the differences in terms of time, the convergent points between the two studied universes outnumber the divergent ones.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/11899
Thesis identifier: 101411359
ISBN: 978-989-732-930-2
Designation: Doutoramento em Sociologia
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Fernando Bessa_tese.pdf16.22 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.