Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/11874
acessibilidade
Title: Enviesamentos de sexo nos julgamentos sobre dor em contexto laboral: uma perspectiva sobre a conceptualização do fenómeno
Authors: Morais, Rita Margarida de Jesus
Orientador: Bernardes, Sónia
Keywords: Psicologia social
Psicologia do género
Sexo
Norma social
Dor
Sex-related biases
Pain judgments
Social norms
Contextuality
Perceived justice
Popularity
Issue Date: 2011
Citation: MORAIS, Rita Margarida de Jesus - Enviesamentos de sexo nos julgamentos sobre dor em contexto laboral: uma perspectiva sobre a conceptualização do fenómeno [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2011. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/11874>.
Abstract: Apesar de vários estudos mostrarem que a dor reportada pelas mulheres é sub-valorizada comparativamente com a dor dos homens, algumas evidências mostram que a emergência de tais enviesamentos de sexo não é linear. A necessidade de conceptualizar os enviesamentos de sexo no que respeita aos julgamentos sobre dor, vem abrir portas às características do contexto laboral como forma de explicar em que circunstâncias e sob que formas estes enviesamentos ocorrem. O principal objectivo desta tese é compreender o papel que as normas sociais desempenham, enquanto característica do contexto, no que respeita aos enviesamentos de sexo nos julgamentos sobre dor. Os enviesamentos de sexo serão igualmente alvo de estudo noutras variáveis relevantes em contexto laboral como, a popularidade, justiça percebida e os comportamentos extra-papel. Neste sentido é hipotetizado que, a relação entre o sexo da pessoa com dor e os julgamentos sobre dor é moderada pela norma descritiva do estoicismo. Espera-se que, num contexto em que está patente a norma descritiva presença do estoicismo, que os julgamentos de dor sejam reforçadores de enviesamentos de sexo em detrimento da mulher. Pelo contrário, quando está presente a norma descritiva ausência de estoicismo, espera-se que os julgamentos de dor sejam mais variáveis em função da norma tanto para os homens como para as mulheres, e como tal haja um efeito atenuador desses enviesamentos. É esperado um padrão semelhante no que respeita às variáveis organizacionais. Assim, desenvolveu-se um estudo quase-experimental inter-sujeitos, do tipo 2 (sexo da personagem) x 2 (norma descritiva do estoicismo) x 2 (sexo do/a participante), no qual 269 participantes foram distribuídos aleatoriamente pelas condições. Os resultados obtidos permitiram constatar que, a norma descritiva do estoicismo altera a interpretação do comportamento de dor. Foi também encontrado um efeito moderador da norma descritiva do estoicismo na relação entre o sexo da pessoa com dor e os julgamentos de popularidade e justiça, mas não nos julgamentos sobre dor. Os resultados encontrados permitiram suportar parcialmente a primeira hipótese colocada. São realizadas considerações teóricas, metodológicas e de implicação prática sobre os resultados.
Although several studies show that the pain reported by women is under-valuated compared with men´s pain, some evidences shows that the emergence of that biases is not linear. The need to conceptualize sex-related biases in relation with pain judgments opens the doors to work-related characteristics as a way to explain the circumstances and ways in which these biases occur. The main goal of this thesis is to understand the role that social norms play, as a contextual characteristic, in respect to sex-related biases in pain judgments. Sex-related biases will equally be studied within other work-related variables, such as popularity, perceived justice and extra-roles behaviors. In this sense, it is hypothesized that, the relation between the sex of the person with pain and the pain judgments is moderated by the descriptive norm of stoicism. Particularly, it’s expected that, in a context in which the descriptive norm presence of stoicism is present, the pain judgments increase the sex-related biases against the woman. On the other hand, when the descriptive norm absence of stoicism is present, it’s expected that the pain judgments vary accordingly to the norm both for men and women, and as such there’s an attenuator effect of those same biases. It’s expected a similar pattern with organizational variables. So, was developed a between-subjects design, 2 (personage´s sex) x 2 (descriptive norm of stoicism) x 2 (participant´s sex), in which 269 subjects were distributed amongst the conditions. The obtained results allowed us to ascertain that the descriptive norm of stoicism changes the interpretation of pain behavior. It was also found a moderating effect of the descriptive norm of stoicism in the relation between the sex of the person with pain sex and the judgments of popularity and justice, but not in the pain judgments. These results allowed to partially support the first hypothesis. Theoric, methodological and practical considerations about the results have been drawn.
Description: Códigos de Classificação (American Psychology Association): 2970 Papéis Sexuais e Estudos das Mulheres; 3360 Psicologia da Saúde e Medicina.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/11874
Designation: Mestrado em Psicologia Social e das Organizações
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação de Mestrado_RitaMorais.pdf603.37 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.