Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/11571
acessibilidade
Title: Implications of the new european union nonfinancial reporting directive
Authors: Harjula, Tomi Santeri
Orientador: Albuquerque, Isabel Sofia de Sousa Santos de
Keywords: Directive
Non-financial
Reporting
Sustainability
Directive
Não-financeiros
Relatórios
Sustentabilidade
Issue Date: 2015
Citation: HARJULA, Tomi Santeri - Implications of the new european union nonfinancial reporting directive [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2015. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/11571>.
Abstract: The European Union introduced a new directive on non-financial reporting, which should be implemented into member state legislation in 2016 and effective in business year 2017. This paper introduces the legislation and some implications it will have. Also there will be discussion of the general trends on sustainability and corporate social responsibility, and how those are related to the EU directive. The research question for this paper is “what are the implications of the EU directive on nonfinancial reporting?” The question is approached on academic level with discussion of the broader topics around the matter and also on research level with analysis of several questionnaires on non-financial reporting. In the analysis it was found that non-financial reporting is really a global standard now and companies should no longer ask if they should report but rather how to report and what information to include in those reports. Also majority of investors are now expecting transparent and coherent reports on non-financial performance and companies should address this with careful consideration. On the other hand, it was found out that current reporting standards are not sufficient enough and there will be a lot of work to do to reach a sufficient level of quality. Furthermore, the directive is compromising and does not provide a framework to reach the eligible level of quality. Hence the directive mostly serves as a strong statement by the European Commission to support sustainable development and brings hope of positive future development. Even more, the directive does not solve any current problems in the field of sustainability and there is a lot of work to do in international context to address the complex problems of modern society.
A União Europeia introduziu uma nova directiva sobre relatórios não-financeiros, que deve ser implementada na legislação dos estados membros em 2016 e efectiva no ano de 2017. Esta dissertação introduz a legislação e algumas da implicações que esta terá. Haverá também uma discussão das tendências gerais nas áreas de sustentabilidade e responsabilidade social corporativa, e em como estas estão relacionadas com a directiva da UE. A pergunta de pesquisa desta dissertação é: “Quais são as implicações da directiva da UE sobre relatórios não-financeiros?”. A questão é abordada a um nível académico, com uma discussão sobre os tópicos alargados acerca do assunto, e a um nível de investigação, com a análise de vários questionários sobre relatórios não-financeiros. A pesquisa revelou que os relatórios não-financeiros são agora um standard global, e que as empresas não devem continuar a questionar-se se deveriam reportar, mas sim como devem reportar e que informação devem incluir nesses relatórios. Para além disto, a maioria dos investidores exigem relatórios transparentes e coerentes sobre a performance não-financeira, e as empresas devem lidar com esta exigência com consideração e cuidado. Por outro lado, foi descoberto que os standards para a criação de relatórios existentes não são suficientes, e será necessário bastante trabalho para atingir um nivel de qualidade satisfactório. A directiva é comprometedora e não proporciona uma estrutura através da qual se possa atingir o nível de qualidade pedido. Deste modo, a directiva serve maioritariamente como uma tomada de posição por parte da Comissão Europeia para apoiar o desenvolvimento sustentável, trazendo a possibilidade de um futuro desenvolvimento positivo. A directiva não resolve nenhum dos problemas actuais na área da sustentabilidade, havendo ainda muito trabalho para fazer no contexto interncional para lidar com os problemas complexos da sociedade moderna.
Peer reviewed: yes
URI: http://hdl.handle.net/10071/11571
Thesis identifier: 201210940
Designation: Mestrado em Gestão de Empresas
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Harjula_thesis_final.pdf1.61 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.