Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/1151
acessibilidade
Title: EVA: o caso sul africano (2002 - 2006)
Authors: Faria, José Anísio Fernandes
Orientador: Miguel, António Freitas
Keywords: EVA
MVA
Valor de mercado
Modelos de avaliação
Market Capitalization
Valuation Models
Issue Date: 2008
Citation: FARIA, José Anísio Fernandes – EVA: o caso sul africano (2002 - 2006)[Em linha]. Lisboa: ISCTE, 2008. Tese de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/1151>.
Abstract: As diversas medidas tradicionais de avaliação de desempenho económico das empresas não conseguem apurar se está a ser criada ou destruída riqueza e consequentemente a contribuir-se para o aumento ou a diminuição do valor de mercado das empresas, uma vez que o seu cálculo tende a assentar quase exclusivamente em dados contabilísticos. Com vista a responder esta necessidade, o EVA/MVA foi apresentado como uma metodologia de avaliação de desempenho económico que permite analisar com maior profundidade o resultado económico das empresas, evidenciando o valor acrescentado. Enquanto que o EVA traduz o valor criado pela empresa num determinado período, o MVA é uma medida cumulativa de performance empresarial, ou seja, é a diferença entre o valor de mercado da empresa e o valor do capital investido, traduzindo o valor que o mercado perspectiva venha a ser criado no futuro ou o valor criado pela empresa no passado. A presente dissertação tem como objectivo analisar se a teoria subjacente e as principais afirmações dos proponentes do EVA se verificam no mercado Sul Africano, aplicando o modelo do EVA a uma amostra de 101 empresas cotadas na Johannesburg Stock Exchange (JSE) no período de 2002 a 2006. As conclusões do estudo não confirmam o maior poder explicativo do EVA, em comparação com às restantes medidas de desempenho tradicionais, na explicação do MC e MVA. O EVA parece ter maior conteúdo de informação que as restantes medidas de desempenho, na explicação do valor criado para o accionista, medido pelo Total Shareholder Return (TSR) e Excess Return (ER). Os resultados do estudo não confirmam que a relação do MVA com o EVA é mais forte quando são consideradas as variações. Os resultados do estudo confirmam que a relação entre o MVA e o EVA é bastante mais forte quando consideramos apenas as empresas com EVA positivo. O mesmo acontece quando consideramos apenas as empresas que tem EVA positivo em todos os anos da nossa amostra.
are unable to determine whether shareholder value is being created or destroyed and therefore contributing to increase or decrease the market value of companies, since its calculation tends to be based almost exclusively on accounting data. EVA/MVA is presented as the methodology that allows to examine whether shareholder value is being created and to quantify this value. While EVA reflects the value created by the company in a given period, MVA is a cumulative measure of business performance. MVA is the difference between the market value of the company and the value of invested capital, reflecting the value that is expected to be created in the future or the value created by the company in the past. The objective of this dissertation is to examine whether the underlying theory and statements of the main proponents of EVA occur in the South African market, applying the model of EVA to a sample of 101 companies listed on the Johannesburg Stock Exchange (JSE) in the 2002-2006 period. When explaining MC and MVA, our results do not confirm the greatest explanatory power of EVA, compared with other traditional measures of performance. The EVA seems to have greater information content than other measures of performance when explaining the value created for shareholders, measured by the total shareholder return (TSR) and the Excess Return (ER). Results do not confirm that the relationship between MVA and EVA is stronger when changes are considered. Finally, our results confirm that the relationship between MVA and EVA is quite stronger but only for companies with positive EVA and companies that have positive EVA in all of the sample years.
Description: JEL Classification: G12, G30
URI: http://hdl.handle.net/10071/1151
Designation: Mestrado em Gestão de Empresas
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO.pdf585.3 kBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.