Skip navigation
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/11039
acessibilidade
Title: Corporate governance and the emergence of the single Euro payments area (SEPA): a stakeholder theory approach
Authors: Ferreira, Maria Manuela Martins dos Santos Domingos Nunes
Orientador: António, Nelson
Keywords: Bank
Stakeholder theory
Governance
Banco
Teoria dos Stakeholders
Issue Date: 2013
Citation: FERREIRA, Maria Manuela Martins dos Santos Domingos Nunes - Corporate governance and the emergence of the single Euro payments area (SEPA): a stakeholder theory approach [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2013. Tese de doutoramento. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/11039>.
Abstract: As a natural consequence of the creation of the euro, the European Commission, the Eurosystem and the Banking Industry in Europe decided to build one single payments area (SEPA - Single Euro Payments Area) in 1999 (publication of Eurosystem objectives). This study intends to add to the literature on Stakeholder Theory and its application to the European Banking Industry, deploying an analysis on the impact of the creation and progress of the Single Euro Payments Area (SEPA), before and during the recent global economic and financial crises. SEPA involves more than 508 million consumers, 25 million companies, as well as 9,000 banks, public corporations, clearing houses and software suppliers, yielding more than 73,000 million transactions per year (European Payments Council, 2013). SEPA currently consists of the 28 European Union (EU) Member States plus Iceland, Norway, Liechtenstein, Switzerland and Monaco. SEPA features the largest project ever carried out in the payments area and encompasses a wide range of active stakeholders in the governance process. That is why SEPA provides a fertile and momentous ground for analysis through the lens of stakeholder theory. This dissertation is rooted in the social sciences and uses a case study approach as its main method of analysis. Expert interviews and document analysis are used as data-gathering techniques. The first point is that the governance under the creation of the SEPA project can be best explained by the Stakeholder Theory, since SEPA governance is the direct result of the stakeholders call for more extensive involvement. Secondly, Stakeholder Theory is the only theory capable of explaining the driving forces hailing from the diversity of stakeholders involved in the project. Thirdly, the creation of various SEPA governance bodies is rooted in a community vision of a single payments area, and the embedded socio-political dimension is thus unavoidable. Unlike extant studies that do not go beyond the analysis of a corporation, the main contribution of this thesis is to analyse one on-going, major, supranational and topical project, through the lens of stakeholder theory, paving the way for a follow-up of forthcoming SEPA achievements and the development of the theoretical underpinnings.
Como consequência natural da criação da moeda única, a Comissão Europeia, o Eurosistema e o Sector Bancário na Europa, decidiram construir um espaço único de pagamentos, em euros (SEPA - Single Euro Payments Area), em 1999 (publicação dos objectivos do Eurosistema). Este estudo visa contribuir para o conhecimento sobre a Teoria dos Stakeholders e a sua aplicação à Indústria Bancária Europeia, ao analisar o impacto da criação e desenvolvimento da Área Única de Pagamentos em Euros (SEPA), antes e durante as crises económicas e financeiras globais recentes. A SEPA envolve mais de 508 milhões de consumidores, 25 milhões de empresas, bem como 9.000 bancos, empresas públicas, câmaras de compensação e fornecedores de software, gerando mais de 73 mil milhões de transações por ano (European Payments Council, 2013). A SEPA é constituída actualmente por 28 Estados-Membros da União Europeia (UE) e ainda Islândia, Noruega, Liechtenstein, Suíça e Mónaco. A SEPA representa o maior projecto já realizado em termos de pagamentos e abrange uma ampla gama de stakeholders activamente interessados no processo de governance. É por isso que a SEPA constitui um terreno de análise tão fértil e importante, com base na Teoria dos Stakeholders. A presente dissertação radica nas ciências sociais e usa uma abordagem de estudo de caso, como seu principal método de análise. Entrevistas com especialistas e análise de documentos são técnicas que foram utilizadas para recolha de dados. Em primeiro lugar, importa referir que a governance, no âmbito da criação do projecto SEPA, é suportada pela Teoria dos Stakeholders, dado que a governance da SEPA é o resultado direto da intervenção dos próprios stakeholders no sentido de uma participação activa do projecto. Em segundo lugar, a Teoria dos Stakeholders é a única teoria capaz de explicar todos os factores e forças em jogo, que resultam da diversidade de stakeholders, envolvidos no projecto. Em terceiro lugar, a criação de vários órgãos de governance da SEPA, assenta numa visão comunitária da conceção de uma área única de pagamentos e outrossim na dimensão sociopolítica que lhe está adstrita e que é, portanto, um factor incontornável. Ao contrário dos estudos já realizados, fundamentados na Teoria dos Stakeholders, que tanto quanto conhecemos não vão para além da análise de uma empresa, o principal contributo desta tese é analisar um relevante e estimulante projecto supranacional, em curso e de grande actualidade e impacto, através da perspetiva da Teoria dos Stakeholders, dando o mote quer para outros estudos de acompanhamento dos próximos sucessos da SEPA, quer para o desenvolvimento dos fundamentos teóricos.
Description: JEL Classification: G21, G34, M14, O16
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/11039
Thesis identifier: 101558104
ISBN: 978-989-732-821-3
Designation: Doutoramento em Gestão
Appears in Collections:T&D-TD - Teses de doutoramento

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Tese PhD Final.pdf3.74 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.