Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/10295
acessibilidade
Title: The perception and acceptance of home office in: the information technology industry
Authors: Jablonska, Marta Elzbieta
Orientador: Ramos, Sara
Issue Date: 2014
Citation: JABLONSKA, Marta Elzbieta - The perception and acceptance of home office in: the information technology industry [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/10295>.
Abstract: Employees are seen as a company’s greatest assets. Human Resource Professionals focus on selecting, recruiting and hiring the top talents in order to ensure the best personal fit and highest performance. In today’s highly globalized and dynamic environment not just the talent requirements matter. Often also the company profile and facilities have a significant impact on the employees’ satisfaction and productivity. In this regard, employees have developed a greater interest in working in more green, flexible and innovative environments (Bollier 2011). Flexibility and innovation in particular are driven by the ongoing development of the internet and other new technologies such as mobile devices and virtual environments. As a result employees are no longer bound to the employer’s office facilities to complete their work. Nationwide Internet access and the use of mobile devices such as laptops, smartphones and tablets allow employees to execute their daily work duties from any location, including their own home. Social-media and teleconferencing create new ways of communication and change the way employees complete daily tasks on a personal or professional level. In particular Information Technology (IT) companies have recognized this potential and introduced new technologies to allow more flexibility in completing work from any place. Hence, ITcompanies have departed from centralized hierarchies and strict control management systems to more dynamic working environments (Brocklehurst, 2011). The question is how the concept of home office is perceived in the IT-Industry and if there are any differences in the perception and acceptance among employee, their supervisors and HR decision makers. In this regard, the dissertation aims at analysing the perception and acceptance of the home office in the IT-Industry. In a first step it is important to understand the terminology and general characteristics of the home office and related concepts such as teleworking, telecommuting and remote work. The dissertation will focus on the concept of home office, but use other terms interchangeably. This dissertation is an exploratory study, with a qualitative methodology, using the technique of interviews. Action focused on designing, evaluating and coding interviews. To gain a wider perspective three different interview scripts have been designed. The goal is to obtain information from a director/ management level point of view, to understand the perspective of the HR Department and last collect the insight and view of the employees. For this purpose a sample of twenty-four individuals with different titles and positions working in the IT Industry have been chosen and agreed to conduct the interviews.
Os colaboradores são frequentemente vistos como o maior ativo de uma empresa. Desse modo, os profissionais de Recursos Humanos concentram-se em selecionar, recrutar e contratar os melhores talento , a fim de garantir o melhor enquadramento pessoal e o melhor desempenho. No atual ambiente altamente globalizado e dinâmico, não importam apenas os requisitos de talento. Geralmente, o perfil da empresa e as instalações têm também um impacto significativo sobre a satisfação e produtividade dos colaboradores. Neste sentido, os funcionários apresentam um maior interesse em trabalhar em ambientes mais verdes , flexíveis e inovadores (Bollier de 2011). Flexibilidade e inovação, em particular, são impulsionados pelo desenvolvimento contínuo da Internet e outras novas tecnologias, como dispositivos móveis e ambientes virtuais. De tal forma que os colaboradores não necessitam de permanecer nas instalações do escritório do empregador para realizar o seu trabalho. O acesso à Internet em todo o país e o uso de dispositivos móveis, como laptops, smartphones e tablets permitem que os colaboradores executem suas tarefas diárias de trabalho de qualquer local, inclusive a sua própria casa. A rede social e a teleconferência criaram novas formas de comunicação e mudaram a forma como os colaboradores realizam as suas tarefas pessoais e profissionais diárias. As empresas de Tecnologia da Informação (TI), particularmente, têm reconhecido esse potencial e, consequentemente, introduzem novas tecnologias para permitir que os seus colaboradores desfrutem de maior flexibilidade para realizar os seus trabalhos de qualquer lugar. Assim, as empresas de TI afastam-se das hierarquias centralizadas e sistemas rigorosos de gestão e controlo e aproximam-se de ambientes de trabalho mais dinâmicos (Brocklehurst, 2011). No entanto, a questão é como é que os colaboradores da indústria de TI lidam com o conceito de home office e se existe alguma diferença na perceção e aceitação entre os colaboradores, supervisores e decisores de RH. Neste contexto, esta dissertação tem como objetivo analisar a perceção e a aceitação do conceito de home office na indústria de TI. Numa primeira etapa, é importante compreender as características terminológicas e gerais do home office e conceitos relacionados, como o teletrabalho e o trabalho remoto. No entanto, a dissertação foca-se no conceito de home office, mas usa também outros termos intercambiáveis. Esta dissertação é um estudo exploratório, com metodologia qualitativa, por meio da condução de entrevistas. Isso significa que a ação se concentra na conceção, avaliação e codificação de entrevistas. Para ganhar uma perspetiva mais ampla três diferentes guiões de entrevista foram concebidos. O objetivo é obter informações a partir de um ponto de vista de um nível diretor/gestor, para compreender o ponto de vista do departamento de RH e, por último dar também aos colaboradores uma voz para expressar seus pensamentos acerca do home office. Para este efeito, uma amostra de vinte e quatro indivíduos com diferentes títulos e posições de trabalho na indústria de TI foi selecionada e concordou em participar nas entrevistas.
Description: Master in Human Resource Management
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/10295
Thesis identifier: 201108607
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado



FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.