Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/10257
acessibilidade
Title: Comércio internacional de serviços na economia portuguesa
Authors: Martins, João Miguel Santos
Orientador: Sampayo, Felipa de Mello
Keywords: Crescimento económico
Sector dos serviços
Comércio internacional de Serviços
Instituições públicas
Economic growth
Service sector
International trade in services
Public institutions
Issue Date: 2014
Citation: MARTINS, João Miguel Santos - Comércio internacional de serviços na economia portuguesa [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/10257>.
Abstract: Através de uma análise qualitativa de dados estatísticos com vista a identificar as tendências de evolução do comércio mundial de serviços e do posicionamento que a economia portuguesa ocupa no mesmo, infere-se que, na última década, Portugal reorientou a sua especialização e apresenta vantagens comparativas na exportação de serviços e, simultaneamente, um recuo generalizado da quota e do desempenho das exportações de mercadorias, sendo de realçar o contributo das Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) que, de forma crescente, vêm transformando serviços “não transacionáveis” em serviços “transacionáveis”. Os serviços, pela sua natureza, são menos dependentes de importações derivado da reduzida incorporação de bens intermédios, apresentam baixo consumo de recursos energéticos, são mais intensivos em conhecimento e apresentam maior produtividade e valor acrescentado, a par de gerarem externalidades para os outros sectores da economia, potenciando rendimentos crescentes de forma transversal às diversas actividades económicas. O facto de as condições para o seu desenvolvimento se integrarem nos factores chave para a obtenção de crescimento económico das nações, permite estabelecer a hipótese de este ser um sector estratégico para a economia portuguesa. Ao especializar-se nas actividades que constituem este sector, a economia portuguesa poderá aproveitar o desenvolvimento revelado desde a adesão à União Europeia (UE) em termos de abertura, infra-estruturas, capital humano, tecnologia e Investigação e Desenvolvimento (I&D), a par da vantagem do rácio custo/qualificação da mão-de-obra portuguesa, para se integrar de forma mais significativa nas cadeias de valor globais e, paralelamente, se afirmar como uma plataforma mais relevante para o Investimento Direto Estrangeiro (IDE), constituindo este um caminho para a promoção do crescimento na sua economia.
This thesis analyses qualitatively statistical data in order to identify the trends of world trade in services and the position of the Portuguese’s trade in services. It is inferred that, in the last decade, Portugal has redirected its expertise and has comparative advantages in the export of services. Portugal also presents a general decrease in market share and performance of exports of goods. We highlight the contribution of the Information and Communication Technologies (ICT) that, increasingly, are merging “non-tradable” services into “tradable” services. Services, by their nature, are less dependent on imports due to the reduced incorporation of intermediate goods. They depend less on consumption of energy resources, they are more knowledge-intensive and have higher productivity, and value added too. Services are able to generate externalities for other sectors of the economy, fostering increasing returns to economic activities in a transversal way. The fact that the conditions for its development integrate the key factors for achieving economic growth, creates the possibility of services to be a strategic sector for the Portuguese economy. By specializing in the services sector, the Portuguese economy could take advantage of the development achieved since joining the European Union (EU) in terms of openness, infrastructure, human capital, technology and Research and Development (R&D), alongside with the cost advantage/ qualification of Portuguese labor ratio. Under this setup, Portugal could better integrate in the global value chains and, ate the same time assert itself as a relevant platform for Foreign Direct Investment (FDI), promoting growth in its economy.
Description: Mestrado em Gestão
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/10257
Thesis identifier: 201031540
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
Dissertação Joao Martins.pdf2.78 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.