Skip navigation
Logo
User training | Reference and search service

Library catalog

Retrievo
EDS
b-on
More
resources
Content aggregators
Please use this identifier to cite or link to this item:

acessibilidade

http://hdl.handle.net/10071/10138
acessibilidade
Title: Sentir-se em casa em estruturas residenciais para pessoas idosas: o papel do ambiente físico na qualidade de vida
Authors: Oliveira, Luís Francisco da Silva
Orientador: Crespo, Nuno
Keywords: Envelhecimento
Cuidados de longa duração
Qualidade de vida
Ambiente físico
Aging
Long-term care
Quality of life
Physical environment
Issue Date: 2014
Citation: OLIVEIRA, Luís Francisco da Silva - Sentir-se em casa em estruturas residenciais para pessoas idosas: o papel do ambiente físico na qualidade de vida [Em linha]. Lisboa: ISCTE-IUL, 2014. Dissertação de mestrado. [Consult. Dia Mês Ano] Disponível em www:<http://hdl.handle.net/10071/10138>.
Abstract: Enquadramento: A avaliação da qualidade em estruturas residenciais para pessoas idosas tem focado a prestação directa de cuidados. Contudo, a qualidade de vida e a experiência de sentir-se em casa são indicadores de resultado que condensam o impacto que a estrutura e os processos têm nos residentes. O ambiente físico é uma variável importante que influencia o bem-estar dos residentes. Objectivos: Avaliar a influência do ambiente físico na qualidade de vida e experiência de sentir-se em casa e a diferença de resultados destes indicadores por estrutura residencial. Iniciar o processo de validação da escala de experiência de sentir-se em casa para a população portuguesa. Métodos: Aplicação de questionário contendo variáveis sócio-demográficas, competências funcionais, satisfação com a vida, qualidade de vida e experiência de sentir-se em casa a 58 indivíduos de 3 estruturas residenciais para pessoas idosas. Avaliação do ambiente físico dos 3 equipamentos através de uma grelha de observação, conduzida por dois arquitectos. Resultados: Verificaram-se diferenças significativas entre as três estruturas residenciais para pessoas idosas nos scores globais de qualidade de vida e experiência de sentir-se em casa. Níveis mais elevados no ambiente físico e satisfação com a habitação encontram-se associados a resultados médios superiores na qualidade de vida e experiência de sentir-se em casa, depois de tomadas em consideração as variáveis de controlo. Conclusões: A avaliação da qualidade de vida e experiência de sentir-se em casa são instrumentos úteis na gestão de instituições geriátricas. Para além de expressarem o impacto que a estrutura e os processo têm nos residentes, permitem avaliar necessidades de ordem superior que não se reflectem na avaliação típica da prestação de cuidados. A associação de resultados diferenciados na avaliação destes indicadores por estrutura residencial a níveis distintos na qualidade do ambiente físico sugere que esta variável tem impacto no bem-estar dos indivíduos.
Background: Nursing home quality assessment has been focused on care delivery. However, quality of life and experience of home are result outcomes that capture the impact that both structure and process have on residents. The physical environment is an important variable in determining the well-being of nursing home residents. Objectives: Assess the relationship between physical environment, quality of life and experience of home as well as establishing differences in these outcomes by nursing home. Begin the validation process of the experience of home scale for the Portuguese population. Methods: In-person interviews with 58 residents across 3 nursing homes to gather information regarding social-demographic variables, functional skills, life satisfaction, quality of life and experience of home. The physical environment was evaluated by means of a specific technical grid with observations being done by two architects. Results: Significant differences across the 3 nursing homes were found in the global quality of life and experience of home scores. Higher levels of physical environment quality and housing satisfaction were associated with higher mean scores of quality of life and experience of home, after accounting for control variables. Conclusion: Quality of life and experience of home measurements are relevant outcomes for the management of nursing homes. Apart from translating the impact structure and processes have on the residents, these outcomes address higher-order needs not captured by care delivery measures. Differences between nursing home physical environment quality linked together with divergent quality of life and experience of home scores suggest the former impacts the residents’ well-being.
Description: Mestrado em Gestão de Serviços de Saúde
Peer reviewed: Sim
URI: http://hdl.handle.net/10071/10138
Thesis identifier: 201045648
Appears in Collections:T&D-DM - Dissertações de mestrado

Files in This Item:
acessibilidade
File Description SizeFormat 
EOHArchQoL - texto dissertaçãoFINAL.pdf2.03 MBAdobe PDFView/Open


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Currículo DeGóis 

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.